Show infantil gratuito 'Piolhos Pras Cabecinhas' na Livraria Cultura (SP)

30 janeiro 2015 |


PIOLHOS...PRAS CABECINHAS, é o primeiro CD da banda PIOLHOS, trabalho de música para crianças, jovens e famílias. Idealizado pela cantora, compositora e professora de canto popular Solange Sá, o repertório contém uma diversidade de gêneros musicais, linguagem irreverente, com muitas doses de humor nas letras e predominância de rock’n’roll.
As canções, compostas por Solange, tem um viés lúdico e também crítico e muitas delas, foram criadas a partir de fatos reais, acontecimentos e histórias ocorridas em sua própria infância ou de amigos. Os temas variados, tem um traço comum que é tratar de assuntos universais e ou  atuais, utilizando o humor e um certo deboche pra despertar e cutucar o senso crítico dos ouvintes. São 14 faixas, além de uma bônus de Rock do Piolho, música de abertura e um dos sucessos do grupo, que apresenta a personagem Piolho, como um “Piolho do Bem” que está em busca de uma nova casinha, ou seja, um cabelo.
Outros rocks contidos no disco são, o Rock do Lixeiro, cuja letra foi escrita ao observar o filho de uma amiga, para quem nossos coletores são verdadeiros heróis pendurados num caminhão cheio de luzes, e Sávio, o Adestrador, pra todas as crianças que gostam de dinossauros.
O lirismo está presente em canções como a toada Zezinho, com arranjo de cello, o reggae Vovó Helga, Férias, outro  sucesso do show, onde o menino entediado está em plena viagem à  casa do tio Kalil. 
O carinho pelos animais aparece ainda nas canções O Gato Tião, um gato esquisito que já é querido pelas crianças, Shake, o Chique!! onde o “narrador” é o vira-lata que conta sobre a diferença social entre ele e o amigo Shake.  E a molecada ainda pode curtir um friozinho na barriga por conta da música Burundunga, que cria um clima “lúgubre/debochado” pra retratar o sujeito que tem o mal hábito de atirar lixo pela cidade. O disco apresenta ainda, o samba  Hecatombe de Beleza, Mico Muco, Catapora, Marrom e o frevo O Atrapalhado, entre outras.
A banda que faz os arranjos coletivos e embala todas as sacadas com um time de primeira, é formada por: Solange Sá, vozes; Alexandre Cueva, violão e backing vocals; Douglas Alonso, bateria e percussão; Norberto Vinhas,  guitarras e backing vocals; Tuco Freire, contrabaixo e Mario Manga, no cello, guitarra e que assina a direção musical.
O CD pode ser adquirido:
Livrarias Cultura - lojas e  www.livrariacultura.com.br
Popdiscos - Rua Teodoro Sampaio, 763 – Pinheiros-www.popsdiscos.com.br
Escola Canto do Brasil - Rua Cerro Corá, 1689, Alto da Lapa, SP, tel 38143895
Venda on line :   iTunes e Google Play
Deezer, Rdio, Spotify
Preço sugerido : R$ 22,00

Show de lançamento
Data: 31/01/ 2015
Local: Livraria Cultura- Teatro Eva Herz
Horário: 11h
Capacidade: 166 (quatro lugares para cadeirantes) 
Ingressos: gratuito – retirar
Censura: livre 

Fotos: Divulgação


Dr. William Fonseca fala sobre ‘inchaço nas pernas’

29 janeiro 2015 |



Quantas pessoas sofrem com inchaço nas pernas! Quantos não procuram um especialista para diagnosticar as causas do problema e convivem com o incômodo! Pensando nisso, o CULTURA VIVA entrevistou hoje o Dr. Willian Fonseca, 40 anos, da clínica Guaraclin Serviços Médicos, em Guaratinguetá, São Paulo, para esclarecer alguns assuntos.

Cirurgião vascular e Radiologista Intervencionista, recebe dezenas de pacientes em seu consultório que sofrem do mesmo problema ou similares. Mais informações sobre o trabalho desse profissional, visite a página na internet http://www.drwilliamfonseca.com.br/.

Muito gentil, Dr. Willian Fonseca discutiu os assuntos com atenção e presteza. Acompanhe!
CULTURA VIVA: Quais os principais motivos que provocam inchaço nas pernas?
Willian Fonseca: Geralmente, a causa é multifatorial: alteração hormonal, ingestão excessiva de sal, obesidade, efeito adverso de algumas medicações, varizes com comprometimento do sistema venoso profundo, edema pré-menstrual.
C.V.: Existe algum tipo de prevenção que impeça esse desconforto?
W.F.: Promoção da saúde, sob um aspecto global, sendo suas principais atitudes a redução da ingestão de sal, exercícios aeróbicos e controle do peso.
C.V.: Quando a pessoa percebe as pernas inchadas, que atitude pode tomar, inicialmente?
W.F.: Inicialmente, procurar um médico para investigação e orientação.
C.V.: Quem tem muitas varizes está propenso a sofrer de inchaço nas pernas mais do que a pessoa que não tem?
W.F.: Sim, caso esteja associados aos fatores descritos acima, assim como estiver acompanhado de refluxo ou comprometimento do sistema venoso profundo.
C.V.: E os vasinhos que surgem nas pernas e sobre os pés também são preocupantes?
W.F.: Não, eles indicam apenas que a paciente está iniciando um quadro de varizes. Deve, apenas, fazer uma avaliação para um correto diagnóstico e possível tratamento.
C.V.: Que recomendação o senhor pode dar para quem sofre constantemente com inchaço nas pernas?
W.F.: Procurar um médico e buscar melhora da qualidade de vida, com redução da ingestão de sal, exercícios e controle do peso.
C.V.: Quais as atividades esportivas o senhor pode indicar que combatem e previnem o inchaço?
W.F.: Caminhada, bicicleta e exercícios em água (hidroterapia/ hidroginástica).
C.V.: Existem gel ou pomadas que são indicadas para esse caso específico, que podem ser passadas no local?
W.F.: Não. O efeito é tópico, não havendo grande melhora. 

Foto: Internet

Palácio da Justiça e Magistrdos farão parte de documentário sobre história do Judiciário

|


Em iniciativa que tem apoio da Presidência do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), o Salão do Júri do Palácio da Justiça é palco, desde o dia 12 de janeiro, das filmagens do documentário Justiça: Uma História, produção que pretende contar, em depoimentos e cenas dramatizadas, a história da Justiça no Brasil. Segundo seu produtor, diretor e roteirista, Vicentini Gomez, trata-se de um ‘docudrama’, pois o filme terá depoimentos contundentes, acrescidos de cenas que reconstituirão casos que ilustram como foi a aplicação da Justiça ao longo da história do País, desde o período colonial até a redemocratização, no final do século passado.


Filmagens do documentário no Palácio da Justiça em São Paulo

O roteiro, que teve assessoria do historiador Jonas Soares de Souza, conta com declarações de, aproximadamente, 70 historiadores, magistrados, jornalistas e artistas. Entre eles, o presidente da Corte paulista, José Renato Nalini, Iris Kantor, Marco Antonio Villa, Carlos Alberto Parente, Boris Fausto. O elenco que irá atuar na dramaturgia tem atores do calibre de Marcos Caruso e Rosi Campos, entre outros. O projeto do filme foi idealizado pelo desembargador Roque Antonio Mesquita de Oliveira, em 2009, com participação da produtora Palha & Cia – Casa de Criação. A ideia inicial era fazer um filme sobre a história da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis). Contudo o projeto evoluiu e se decidiu contar a história do Judiciário.

Vicentini contou que o presidente Renato Nalini soube do projeto quando ainda era corregedor-geral da Justiça (2012/2013) e ficou encantado com ele. “Agora ele nos abriu as portas do Palácio da Justiça, propiciando um cenário lindo e magnífico para as filmagens dos depoimentos”, ressalta.

No dia 16 de janeiro o juiz da 1ª Vara Criminal de Sorocaba, Jayme Walmer de Freitas,autor do livro Código de Processo Penal Comentado, participou das gravações. “Este documentário terá uma importância fantástica perante a população, pois, ao conhecer a história do Judiciário, a sociedade brasileira se sentirá orgulhosa da Justiça que tem”, afirmou, após prestar seu depoimento. No mesmo dia, Sérgio Jacomino, advogado, professor e oficial de cartório extrajudicial da Capital, também compareceu, para falar do período colonial. “A iniciativa de fazer um documentário sobre a história do Judiciário é importante, porque ele desempenha um papel importantíssimo na sociedade, especialmente nos dias de hoje”.

As filmagens e depoimentos continuarão no Salão do Júri até o dia 7 de fevereiro. 

***Na foto em destaque, Vicentini, Marco Antonio Villa e Jonas.


(Comunicação Social TJSP – DI (texto) / RL e AC [fotos])

Grupo Mesa cria promoção para o Grupo Estação

23 janeiro 2015 |


Frequentador dos cinemas pode se tornar um crítico e ganhar ingressos

Quem nunca pensou em escrever a crítica de um filme marcante, ou desejou manifestar aos outros seu descontentamento com uma produção em cartaz nos cinemas da cidade, e se quisesse tornar pública uma opinião totalmente inversa à dos críticos profissionais.

Foi pensando em criar espaços para que os frequentadores dos cinemas possam expor suas opiniões sem a necessidade de ser um cinéfilo graduado ou crítico especializado que o Grupo Mesa criou a sessão “Crítico.vc” para o Grupo Estação NET de Cinema que administra salas de exibição no Rio de Janeiro.

A promoção funciona da seguinte forma: uma vez por mês, o Estação indica um filme em cartaz e qualquer frequentador pode escrever sua crítica e postar na página do Facebook do Grupo. O autor da crítica mais curtida ganha um par de ingressos e tem sua crítica publicada no site, nas mídias sociais e nos cinemas do circuito.

A segunda edição do “Crítico.vc” foi lançada nesta quinta-feira, dia 22 de janeiro. Os críticos de plantão já podem começar a postar suas opiniões sobre o filme “Acima das Nuvens”. O regulamento da promoção e o resultado da primeira edição podem ser acessados na página do Grupo Estação na internet (http://www.grupoestacao.com.br/index.php).


Para postar as críticas sobre o filme, é só acessar a página do Estação no Facebook: https://www.facebook.com/CircuitoEstacaoNET

Foto: Internet

M.P.Ministério de Louvor... A revelação musical da Região dos Lagos

21 janeiro 2015 |


Jovens que fazem a diferença num mundo tão igual. Essa é a missão da juventude que compõe o MP Ministério de Louvor – grupo formado por dez membros da Igreja Evangélica Plenitude, localizada no bairro Rio de Área, no município de Saquarema (RJ), na faixa etária dos 18 aos 30 anos. Orientados pelo pastor presidente Erinaldo dos Santos, esses jovens têm escrito, juntos, uma história marcante no cenário musical da Região dos Lagos. Sob a liderança de dois componentes, Lucas Veiga e Léo Marins, o grupo nasceu com a fundação da Igreja, há quase cinco anos. “Com a iniciativa de nosso pastor presidente, pois o desejo era de criar um grupo que representasse a igreja e que tivesse a cara da própria igreja”, contou Lucas.

Dessa ideia surgiu o nome “M.P.” (Ministério Plenitude) com um objetivo específico. “Nosso propósito maior não é apenas cantar. Na verdade está muito além disso. Nosso propósito é levar a Palavra de Deus através do louvor, pois, para nós, a música que tocamos sem Deus é apenas um ruído. Já quando tem Deus, nossa música vira uma arma que toca os corações, gerando quebrantamento e adoração”, explicou o lider.

Ao ser indagado sobre a mensagem que o M.P. traz para a juventude, de forma geral, Lucas foi enfático. “Nossa mensagem é que vida mesmo só temos em Jesus. Isso que é curtir a Vida. Nosso ministério seria em vão, se não fosse sobre Jesus. Ele é o centro de tudo. É como uma de nossas próprias músicas diz: ‘Foi na cruz que renasci/ Foi na Cruz que revivi/ Foi na Cruz que tudo recomeçou/ Foi na Cruz, Foi na Cruz...’”, cantou um dos hits da banda.


Como os jovens sonham alto e têm uma longa carreira pela frente, Lucas – que representa o MP –, revela o sonho que esse projeto já concluído pretende alcançar. “Nosso maior sonho é conquistar as promessas que o Senhor nos fez desde a fundação do grupo, que é viver totalmente de nosso ministério. Alcançar lugares altos e, além disso, muitos corações carentes de Deus”, diz.

O M.P. – Ministério de Louvor canta repertório próprio e músicas de adoração a Deus já gravadas por outros grupos. Todos os músicos são muito afinados, os arranjos são de acordo com o gosto dos jovens e adolescentes e, sem dúvidas, essa banda promete muito. Convites para apresentações em igrejas e eventos, basta ligar para (22) 97404-9038 – ID: 35*139*1808, 997377471 e 99998-3702 (Lucas Veiga). 
Fotos: Divulgação

Lançamento digital de 'Fafá, Frevo e Folia - Coração Pernambucano' hoje

19 janeiro 2015 |


A partir desta segunda, dia 19 de janeiro, o EP "Fafá, Frevo e Folia - Coração Pernambucano", que teve uma divulgação prévia apenas restrita ao Recife e, mais especificamente,  ao  Galo da Madrugada, já estará  disponível, para downloads e  streaming, na internet. Produzido porZé da Flauta, com direção musical de Bráulio Araújo, e arranjos especiais do Maestro Spok,  a cantora interpreta frevos bastante conhecidos e um inédito composto por Alceu Valença, "Beija-Flor Apaixonado", que conta com a participação do autor. "Voltei Recife " e "Sedução"( ambos de Luiz Bandeira), o tradicional Hino do Galo (Mário Chaves),  "Sabe lá o que é isso"(João Santiago) e "De chapéu de sol aberto" (Capiba) complementam o repertório, sob medida, para encarar a folia.

Gravado na "Fábrica Estúdios", em Recife, o EP tem a participação dos músicos pernambucanos Adelson Silva (bateria), Dedé Simpatia (pandeiro), Bráulio Araújo (baixo), Renatinho Bandeira (guitarra), Maestro Spok (saxes altos, tenor e barítono), Fabinho Costa e Enok Chagas (trompetes), Nilsinho Amarante e Marcone Túlio (trombones), Gláucia Oliveira, Vanessa Oliveira, Cláudia Beja e Robson Rasta (vocais).

Acostumada a desafios plurais, gravar frevos e participar da folia pernambucana podem parecer novidades na carreira da cantora mas são, isto sim,  motivo de  muita alegria para uma artista que gravou  estilos tão diversos quanto o fado e a lambada e nunca se furtou, como intérprete, a explorar  universos e tendências musicais. "“Sou uma mulher brasileira que gosta de cantar e que ama o povo e a cultura pernambucana.", diz Fafá que, é claro,  afivela malas para se esbaldar nos palcos do "Galo da Madrugada" e  principais blocos do carnaval de Recife.

Abaixo,  alguns links que já disponibilizam audição e/ou vendas :


Streaming 
Deezer - http://www.deezer.com/album/9408028

Spotify: https://play.spotify.com/album/4XGK2itW5Q4NUMmvWn3cR8


Foto: Divulgação






Felipe Heiderich no 'Quem Indica o Quê'

|


QUEM? Felipe Heiderich.

OCUPAÇÃO: Pastor auxiliar da Igreja Batista Central da Barra da Tijuca (RJ), Escritor e Conferencista.

INDICA O QUÊ? O livro “Teleios, o homem completo”, do autor Larry Titus.

SUA OPINIÃO: Poucos livros conseguem abordar o carater do homem como este. Ele nos relata sobre o plano original de Deus para o homem e como resgatá-lo diante de um mundo tão confuso entre o masculino e o feminino. Todo homem deveria ler!


Foto: Internet

Jair Oliveira e Luciana Mello em Tributo a Jair Rodrigues no RJ

|


Vicentini Gomez assina com o SBT

18 janeiro 2015 |


E ainda retoma filmagens do docudrama “JUSTIÇA! UMA HISTÓRIA”

Vicentini Gomez fechou contrato com o SBT e estará na próxima novela, "Cúmplices de um Resgate". Representará "Giuseppe Cavichiolli", casado com Giovana (Bárbara Bruno). Seu personagem será um Italiano engraçado e bondoso, muito querido pelas crianças do vilarejo.

Paralelamente, Vicentini retomou as filmagens do docudrama "Justiça! Uma história", que contará a trajetória do Judiciário Brasileiro desde os tempos do Brasil colonial até aos dias atuais. Julgamentos polêmicos como os de Olga Benário e o do  Mensalão serão alguns dos casos emblemáticos retratados em "Justiça! Uma história". O longa terá participações especiais de atores consagrados como Ana Lúcia Torres e Marcos Caruso, e  ainda trará depoimentos de artistas famosos e personalidades  da política nacional. Nomes relevantes da magistratura brasileira também prestarão suas contribuições e, alguns, até já estão fornecendo uma espécie de "curadoria" ao projeto do ator, diretor e cineasta Vicentini Gomez.

Vicentini participou, recentemente, de duas novelas de prestígio na TV Globo: Avenida Brasil, quando representou "Serjão", o sequestrador atrapalhado da Carminha, e de Joia Rara (Prêmio Emmy de melhor novela em 2014), onde incorporou o "Delegado Cavalcante".

Foto: Divulgação




Edson Soares e Roberto Bento Silveira... Parceria na Cultura

|


O jornalista Edson Soares e o ator Roberto Bento Silveira se encontraram na tarde de ontem, no Centro do Rio de Janeiro, para tratarem de assuntos acerca de projetos na área cultural para este ano. Amigos de longa data, fecharam parceria para as áreas de Teatro e Comunicação que promete aquecer as artes, sobretudo, no interior do Estado. É esperar para conferir! 

Foto: Divulgação

Alcione Mazzeo no 'Quem indica o Quê'

07 janeiro 2015 |


QUEM? Alcione Mazzeo.

OCUPAÇÃO: Atriz.

INDICA O QUÊ? O livro “O que Keith Richards faria em seu lugar?”, da autora Jessica Pallington West.


SUA OPINIÃO:  Este livro é pleno de sabedoria e bom humor. Simplesmente genial! Super indico! 

Foto: Divulgação

The Brand New Heavies única apresentação em SP

04 janeiro 2015 |

Pioneira do acid jazz, a banda inglesa The Brand New Heavies, vem ao Brasil para lançar o novo álbum “Sweet Freaks”. Show estréia agenda internacional de 2015 do Bourbon Street Music Club

Criada em 1985, no subúrbio de Londres, The Brand New Heavies é formada por Andrew Levy (baixo), Simon Bartholomew (guitarra), Jan Kincaid (bateria, teclados e vocal) e a cantora Dawn Joseh, recém chegada ao grupo. O show - recheado do melhor R&B, soul e acid jazz - traz o repertório do novo CD “Sweet Freaks”, gravado em 2014, e apresenta novos hits como “Don’t Let Go”, “Get On”, “Bring the Rain” e sucessos antigos como “Boogie”. 
O nome da banda é uma homenagem ao papa do Soul, James Brown, que inclusive, já elogiou o trabalho do grupo em uma passagem de som nos EUA. Originalmente eles tocavam somente músicas instrumentais com inspiração do “Rei do Funk” e dos álbuns da Motors Records. O trio inicial, ainda sem uma voz feminina, começou, então, a gravar seus próprios álbuns. O sucesso e a exposição acontecem quando a primeira “demo” chega ao “Cat in the Hat Club”, famoso e influenciador club de jazz.
Com seguidores em todo o circuito de clubs de jazz londrino e sobrevivendo as mudanças do acid house, eles gravam no final dos 80 - em um pequeno selo indie – um disco aclamado pela crítica. O trabalho resultou em um acordo de licenciamento com a norte-americana Delicious Vinyl. "Dream Come True"; "Stay This Way" e o single "Never Stop" emplacam nas paradas de R&B norte-americanas, notabilizando a banda como o primeiro grupo britânico a realizar tal façanha.

Eles começam, então, a absorver o hip-hop em álbuns como Rhyme Experience, Vol. 1,  incluindo participações de rappers como Fonte Main, Gang Starr, Grand Puba e o Pharcyde. Alguns anos mais tarde, o grupo reapareceu com um britânico álbum best-of intitulado "Trunk Funk: O Melhor da The Brand New Heavies”. O título foi reciclado no ano seguinte para uma compilação americana, Trunk Funk Classics: 1991-2000. Nas últimas décadas, a banda emplacou diversos hits nas paradas britânicas, incluindo “Dream on Dreamer” e “You´ve got a Friend”, vendendo mais de 2 milhões de álbuns.

Em outubro de 2013, a banda anunciou em seu website que Dawn Joseph era oficialmente a nova cantora do The Brand New Heavies e já estavam gravando novo álbum. Em outubro de 2014 sai o décimo álbum de estúdio do grupo. Dividindo os vocais com Kincaid, Dawn se destaca em sons altamente dançantes como “Self Portrait”, “Bring the night” e “Sweet Freeek”.

Local: Bourbon Street | Rua Dos Chanés, 127 – Moema – SP
Bilheteria Bourbon Street: Rua dos Chanés 194 – de 2ªf.a 6ª.f das 9h às 20h, sábado e feriado das 14h às 20h
Fone para reserva: (11) 5095-6100 (Seg. a sexta) das 10h às 18h

Data :  22/01/2015 – quinta-feira
Horário: 22h30
Abertura da casa: 21h
Duração: 90 min. aproximadamente
Couvert  Artistico: R$ 145,00 pista(1º. Lote), R$ 270,00 mesa (1º. Lote)
Venda também pela  Ingresso rápido - 11 4003 1212 - www.ingressorapido.com.br

Censura: 18 anos e 16 anos acompanhado de responsável
Capacidade: 450 pessoas
Estacionamento/ Valet: R$ 25,00
Aceita todos os cartões de débito e crédito.
Acesso para deficientes.
Ar condicionado.
Wi-fi ( solicitar senha na casa)

Foto: Divulgação


'As Mona Lisas' reestreia em SP

|


A comédia rasgada As Mona Lisas, reestreia no dia 10 de janeiro, no Teatro Ruth Escobar, sala Dina Sfat, depois de estar em cartaz há 11 anos em outra casa de espetáculo. Com texto de Wilson Coca e direção de Sebastião Apolônio, o público vai se divertir com a história que se passa num apartamento onde vivem três gays super divertidos, Kaká (Eduardo Moreno) um cabeleireiro, Mark (Lessandro Fagutt) um bancário, e Haroldo (Roberto Taty) um figurinista de TV. São vaidosos, consumistas e estão  sempre sem grana. Luiza (Mariana de Góes), vendedora de produtos de beleza, se apaixona por Klaus (Thiago Catelani), um rapaz que foi criado pelos três gays como se fosse  um filho.

O tumulto aumenta quando dona Ravena, mãe de Kaká, que desconhece a homossexualidade do filho, vai visitá-lo.

Mais informações, visite a página www.asmonalisas.com.br  

Sobre Wilson Coca, o autor

 Desde 1954, ator, coreógrafo, figurinista, cenógrafo, diretor e dramaturgo. Trabalhou em diversos teatros de São Paulo e Rio de Janeiro. Todos os canais de TV de São Paulo e Rio de Janeiro; TV Record, TV Excelsior, TV Tupi SP e RJ, TV Rio, SBT SP, TV Globo RJ.
No teatro, fez sucesso pelo Brasil com as comédias Uma Família muito doida; Romance à Italiana; A Sogra que pedi a Deus; Dupla do Barulho, entre outras.
Em novembro de 2014, Wilson Coca comemorou seus 60 anos de carreira, lançando a coleção de livros com seus textos para teatro, em sete volumes, contendo três textos cada.

Ficha Técnica do espetáculo As Mona Lisas:

Autor: Wilson Coca; Direção: Sebastião Apolônio; Assistente direção: J.C. Rocco;
Músicas e letras: Wilson Coca; Cenário: Paulo Rollo; Som e luz: Sally Crow.

As Mona Lisas
Teatro Ruth Escobar - sala Dina Sfat
sábados- 21h30 e domingos - 19h30
Rua dos Ingleses, 209 – Bela Vista –
Bilheteria de quinta a domingo após 14h.
Tel.: (11) 3289-2358
Preço: R$ 60,00
Em cartaz até 29 de Março de 2015
R$60,00  * ½ R$ 30,00
Serviço de Valet
Acesso para portadores de deficiência
Recomendado para maiores de 14 anos 

Foto: Wilson Coca


'Jack Joe' no Bourbon Street

01 janeiro 2015 |


A banda Jack Joe, fundada em 2006 pelo guitarrista Luiz Paraná e Caroline Negrão, voz e violão, sua formação traz músicos da mais alta qualidade, experiência e  nomes respeitados no circuito musical, como o baterista Cheyner Kalil e Miguê Alberico, no baixo, toca no Bourbon Street, no dia 3 de janeiro. Com seu extenso repertório totalmente dançante, variado e diferenciado em qualquer estilo musical, contendo o melhor do pop, flash back  dos anos 60 aos 90, ritmos latinos, entre outros, a banda promete fazer um show inesquecível.

Jack Joe
Local: Bourbon Street | Rua Dos Chanés, 127 – Moema – SP
Bilheteria Bourbon Street: Rua dos Chanés 194 – de 2ªf.a 6ª.f das 9h às 20h, sábado e feriado das 14h às 20h
Fone para reserva: (11) 5095-6100 (Seg. a sexta) das 10h às 18h
Data : 03/01/2015 - sábado
Horário: 00h00
Abertura da casa:  21h.
Duração: 80 min. aproximadamente
Couvert  Artistico: R$ 75,00
Venda também pela
 Ingresso rápido - 11 4003 1212 - www.ingressorapido.com.br
Censura: 18 anos e 16 anos acompanhado de responsável
Capacidade: 450 pessoas
Estacionamento/ Valet: R$ 25,00
Aceita todos os cartões de débito e crédito.
Acesso para deficientes.
Ar condicionado.


Foto: Divulgação