Peça 'Não Vamos Pagar!' reestreia no Teatro Folha

15 agosto 2017 |


A comédia “Não Vamos Pagar!” do dramaturgo italiano Dario Fo inicia temporada no Teatro Folha dia 1º de setembro e fica em até 22 de outubro, com sessões de sexta-feira a domingo. Dirigida por Inez Viana, a peça, num ritmo dinâmico e divertido, mostra as hilariantes situações que envolvem as personagens Antônia e Margarida, donas de casa que fazem de tudo para manter suas finanças sob controle.

Antônia acaba de perder o emprego. Seu marido, João, trabalha em uma fábrica ameaçada de ser fechada. Em protesto contra aumento de preços, um grupo de mulheres decide invadir e saquear um supermercado. Entre elas, Antônia, que a partir daí se envolve em uma sequência de peripécias. O marido, cheio de valores e princípios éticos, prefere morrer de fome a fazer algo ilegal – e não faz ideia do que sua mulher tem feito. Somam-se a isso os problemas criados pela amiga Margarida, relutante em ajudá-la, e os vários encontros e incidentes com a polícia.

Na montagem tudo acontece de maneira muito ágil, graças ao elenco formado por Virginia Cavendish, idealizadora e produtora do projeto, Marcello Airoldi, Zéu Britto, André Dale e Luísa Vianna. O espetáculo estreou em 2014 e já percorreu 26 cidades, em temporadas de sucesso.
Os diálogos escritos por Dario Fo são ágeis, inteligentes e cheios de sátiras políticas. A diretora Inez Viana observa que a peça é muito atual porque as personagens vivem em crise financeira bem parecida com a que os brasileiros experimentam no momento. Ao mesmo tempo o texto permite que os atores brilhem e se divirtam nas situações cômicas. “É notória a inspiração de Dario Fo no popular para chegar ao erudito, mantendo a crítica, sempre no tom satírico, político e mordaz, sem perder a poesia e a esperança em dias melhores”, destaca a diretora Inez Viana.

SOBRE O AUTOR

Dario Fo é ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 1997. Ator, diretor e dramaturgo italiano, escreveu mais de 40 espetáculos, encenados em mais de 50 países. Sua obra apresenta um importante e crítico retrato da sociedade contemporânea. Na última década teve adaptações importantes em países como Alemanha, França, Rússia, China, Índia e Japão.

SOBRE A DIRETORA

Inez Viana é a diretora do OmondÉ, cia de teatro que fundou em 2009 com mais 9 atores e que realizou as seguintes peças: “As Conchambranças de Quaderna”  (2009) de Ariano Suassuna, “Os Mamutes” (2011) de Jô Bilac e “Nem Mesmo Todo o Oceano (2013) de Alcione Araújo. Fora da Cia OmondÉ, dirigiu os espetáculos: “Amor Confesso” (2011) de Arthur Azevedo; “Maravilhoso”, de Diogo Liberano (2013), “Cock - Briga de Galo”, de Mike Bartlett (2014), “Meu Passado me Condena”, de Tati Bernardi (2014) e “O que Você Vai Ver” (2014), livremente inspirado em All That Fall, de Samuel Beckett.
Foi indicada aos prêmios APTR por “As Conchambranças de Quaderna” e “Amor Confesso”. Ganhou o Prêmio Contigo pela peça  “As Conchambranças de Quaderna”  e Prêmio FITA pela montagem “Os Mamutes”.

SOBRE  O ELENCO

Virginia Cavendish - Atriz e produtora da peça “Não Vamos Pagar!”. Participou de diversas novelas e seriados de televisão, como, “Mandrake”, “Andando nas Nuvens”, “O Cravo e a Rosa”, “As Filhas da Mãe”, “A Grande Família” e “Malhação”. Apresentou na tv o programa sobre cinema “tnt+filme”. No teatro trabalhou com diretores renomados como Antunes Filho, João Falcão, Hamilton Vaz Pereira e Mário Bortolotto. Fez, no cinema, filmes de sucesso como “O Auto da Compadecida” e “Lisbela e o Prisioneiro”, dirigidos por Guel Arraes. Por esse trabalho, ganhou os prêmios Qualidade Brasil 2004 de Melhor Atriz Coadjuvante no Rio de janeiro e em São Paulo. Atuou como protagonista no longa-metragem “Através da Sombra”, de Walter Lima Jr., produzido por ela e por Maria Dulce Saldanha, da Cinelândia Produções. Com esse filme, foi premiada como Melhor Atriz no XII Fantaspoa e no 10º Fest Aruanda.

Marcelo Airoldi - Ator, diretor e dramaturgo. Trabalhou em diversas novelas e seriados, como “Viver a Vida”, “Sol Nascente”, “Geração Brasil”, “Por Toda Minha Vida - Adoniran Barbosa”, “Malhação”, “Psi”, entre outros. No cinema recebeu prêmio de melhor ator coadjuvante no Los Angeles Brazilian Film Festival pelo trabalho em “Onde Está a Felicidade?”.  Participou de filmes como “Flores Raras”, “Amor em Sampa”, “De Onde eu te Vejo”, “Do Lado de Fora”, “Pequeno Dicionário Amoroso 2”, “SOS Mulheres ao Mar”. No teatro, recebeu prêmio Arte Qualidade Brasil de melhor ator de comédia pelo espetáculo “Intocáveis”. Atuou em peças como “La Estupidez”, “Huis Clos - Entre 4 Paredes”, “Um Segundo e Meio”,”Pessoas Absurdas”, “Os Penetras”, entre outras.

Luísa Vianna - Atriz e cantora. Seu último trabalho no teatro foi “Gabriela - Um Musical” de João Falcão (prêmio Bibi Ferreira de Melhor Musical Brasileiro/2016). Participou ainda das montagens acadêmicas “The Book of Mormon” (UNIRIO) e  “A Festa Selvagem” (CAL). É formada em música pelo Coral dos Canarinhos de Petrópolis, cidade onde nasceu. Este ano, também se formou em Jornalismo pela UFF, curso cuja conclusão resultou em um livro-ensaio sobre teatro e autismo.

André Dale - Ator do Grupo Conexão do Bem, que realiza intervenções teatrais nos hospitais da rede pública do Rio de Janeiro. Foi indicado ao prêmio Qualidade Brasil como melhor ator pela peça “Valentin”. Em 2010 participou de “Escola de Moliéres”, direção de Amir Haddad, e integrou o elenco do Grupo Tá Na Rua em 2011 e 2012. Atuou na tv em “A Grande Família”, “Os Caras de Pau” e “Duas Caras” na Globo, e na série “Os Milagres de Jesus”, da Record. No cinema, atuou em “Muita Calma Nessa Hora 2” e “Tim Maia”.

Zéu Britto - Ator, músico e apresentador. Fez espetáculos como “Camila Baker” e “Decameron”. Cantou nas trilhas dos filmes “Lisbela e o Prisioneiro”, “Meu Tio Matou um Cara”, “A Máquina” e “Capitães de areia”. Apresentou os programas “Retalhão” e “Zéu de Estrelas”, ambos no Canal Brasil. Na tv marcou participou de projetos como “Carga Pesada”, “A Diarista”, “Malhação”, “Sexo Frágil”, “Sítio do Picapau Amarelo”, “Gabriela”  e “Saramandaia”.

FICHA TÉCNICA
Idealização: Virginia Cavendish
Autoria: Dario Fo
Tradução: José Almino
Direção: Inez Viana
Elenco: Virginia Cavendish (Antônia), Marcello Airoldi (João), Luísa Vianna (Margarida), André Dale (Luís) e Zéu Britto (sargento, capitão e pai).
Iluminação: Renato Machado
Direção musical: Ricco Vianna
Figurino: Juli Videla
Cenário: Omar Salomão
Cenotécnica: André Salles
Design gráfico: Omar Salomão
Produção Executiva: Paulo Ferrer e Marcella Castilho
Assistente de Produção Executiva: Barbara Balian
Direção de Produção: Virginia Cavendish
Realização: Casa Forte SP Produções Artísticas


“NÃO VAMOS PAGAR!”
Local: Teatro Folha
Estreia: 1º de setembro de 2017
Temporada até: 22 de outubro de 2017
Apresentações: sexta-feira, às 21h30; sábado, às 20h e 22h, e domingo às 20h
Ingresso: R$60,00 (setor 1) e R$40,00 (setor 2) às sextas-feiras; R$70,00 (setor 1) e R$50,00 (setor 2) aos sábados e domingos 
Duração: 95 minutos
Classificação etária: 12 anos  

TEATRO FOLHA

Shopping Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 - Televendas: (11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site:www.teatrofolha.com.br 
Vendas por telefone e internet/ Capacidade: 305 lugares / Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Estudantes e pessoas com 60 anos ou mais têm os descontos legais / Clube Folha 50% desconto / 50% de desconto para funcionários e clientes do Cartão Renner. Horário de funcionamento da bilheteria: de terça a quinta, das 15h às 21h; sexta, das 15h às 00h; sábado, das 12h às 00h; e domingo, das 12h às 19h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 14,00 (primeiras duas horas) / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885, (11) 3101-8589, (11) 97628-4993 / Patrocínio do Teatro Folha: Folha de S.Paulo, CSN, LG, Privalia, Nova Chevrolet, Wickbold, Owens, Teleperformance e  Grupo Pro Security.

SOBRE A CONTEÚDO TEATRAL

O grupo empresarial paulista Conteúdo Teatral atua há mais de quinze anos em duas vertentes: gestão de salas de espaços e produção de espetáculos. Como gestora é responsável pela operação do Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, com direção artística de Isser Korik e direção comercial de Léo Steinbruch, programando espetáculos para temporada em regime de coprodução. No período de atuação a empresa soma mais de 2 milhões de espectadores.

Como produtora de espetáculos, viabilizou dezenas de peças, como “Gata Borralheira”, “O Grande Inimigo”, “Os Saltimbancos”, A Pequena Sereia”, Grandes Pequeninos”,  “Branca de Neve e os Sete Anões”, “A Cigarra e a Formiga”, “Cinderela” e “Chapeuzinho Vermelho” para as crianças. Para os adultos foram realizadas, entre outras montagens, “A Minha Primeira Vez”, “Os Sete Gatinhos”, “O Estrangeiro”, Senhoras e Senhores”, “O Dia que Raptaram o Papa”, “E o Vento Não Levou”, “Equus” a trilogia “Enquanto Isso...”, além de projetos de humor – como “Nunca Se Sábado...” e “IMPROVISORAMA” – Festival Nacional de Improvisação Teatral. Em parceria com Moeller e Botelho produziu os Musicais “Um Violinista no Telhado”, “Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos”, “Nine – Um Musical Felliniano” e “Beatles num Céu de Diamantes”.
 Foto: Edson Lopes Jr.



'E se meus retalhos fossem de cetim?', uma homenagem a Benito di Paula

|


Admirador de Benito di Paula, o cantor e compositor Marcello Furtado irá prestar uma homenagem ao  grande compositor  no dia 15 de setembro, às 19h30, no Centro da Música Carioca Artur da Távola, Sala Paulo de Moura, com um espetáculo  exclusivamente costurado por algumas de suas canções  mais emblemáticas. Músicas que falam de amor, do universo feminino,  de vida, arte, e  com hits que marcaram a carreira deste artista brilhante e atemporal. Baseado no título de um  dos seus maiores sucessos, "E se  os meus retalhos  fossem de cetim?"  relembrará momentos de uma c arreira construída com melodias, letras e harmonias apropriadas para uma época em que tais ingredientes eram fundamentais na conquista de um público  acostumado à músicas de qualidade e com o melhor da MPB. Com uma voz  aveludada, afinadíssimo,  e  uma trajetória que  inclui  passagens por bandas, incursões em formato solo e até musicais famosos, Marcello Furtado têm todos os requisitos necessários para interpretar  a bela obra de  Benito,  sem macular o repertório deste ícone de nossa músicas. Tudo, naturalmente, com personalidade e releituras absolutamente pessoais.

O espetáculo a ser apresentado em uma das casas de espetáculo mais conhecidas da Tijuca, no Rio, tem direção geral da cantora, compositora e amiga Telma Tavares, e contará com a participação especial do compositor e poeta Paulo César FeitalFeital,autor de inúmeras pérolas da música brasileira como, por exemplo, "Saigon" (é um dos  autores da  canção imortalizada por Emílio Santiago), ganhou, recentemente, o "Estandarte de Ouro", de O Globo, pelo samba da Unidos do Viradouro "Alabê de Jerusalém".PC Feital também foi um dos autores do samba que a Mocidade Independente de Padre Miguel levou para a Avenida neste último carn aval.

No repertório de "E se os meus retalhos fossem de cetim?", onde Marcello Furtado será acompanhado por um trio formado de baixo, piano e bateria,  músicas como : "Retalhos de Cetim", "Ah, como eu amei", "Bandeira do Samba", "Mulher Brasileira", "Charlie Brown", "Maria, baiana, Mariá", "Do jeito que a vida quer", "Osso duro de roer", "Tudo está no seu lugar" dentre inúmeras outras. O Centro da Música Carioca Artur da Távola fica no endereço: Rua Conde de Bonfim, 824 - Tijuca,- telefone(21) 3238-3831 Os ingressos custarão apenas R$20,00 e R$10,00.
 
Marcello Furtado, dados biográficos
Cantor e compositor que já está na estrada há alguns anos, Marcello Furtado tem personalidade, carisma e um compromisso com a qualidade musical. Foi integrante do Fina Stampa, conjunto que foi indicado ao Prêmio Sharp, em 96, na categoria "Grupo de Samba". Marcello também emprestou sua voz para homenagear Noel Rosa no projeto "Coisas Nossas". O artista também é um dos responsáveis pelo sucesso do Lapa 40ºGraus, de Carlinhos de Jesus, onde atuou, por mais de oito anos, com a Banda Sygnus  (com a qual se apresenta, esporádicamente, até hoje). Por falar em Banda Sygnus, em junho de 2007, a gravadora LGK/EMI convidou Marcello Furtado para ser o diretor musical do projeto “O Baile - Dança de Salão”, ao lado da Signus. O show, gravado no Canecão - RJ, teve participações de Beth Carvalho, Luiz Melodia, Tânia Alves, Trio Virgulino, Léo Maia e Karla Sabah, e o  projeto foi lançado em CD e DVD.

Marcello Furtado, paralelamente e além  dos projetos pessoais, também sempre foi  muito solicitado para participar de vocais e gravações com grandes artistas, como Alceu Valença, Alcione, AraKetu, Jorge Aragão, Joanna, Dudu Nobre, BocaloKa, Leandro Sapucahy, Marcelo D2, Beth Carvalho, além de participar, há mais de 15 anos, do coro que figura no CD do Grupo Especial das Escolas de Samba do Rio de Janeiro

Desde menino, os dotes musicais de Marcello afloraram. Aos doze anos já era integrante da Ala de Compositores do Bloco Xodó da Piedade. Mais tarde, foi convidado para pertencer à Ala de Compositores do G.R.E.S. Unidos de Vila Isabel. Suas participações em festivais de música lrenderam  diversos prêmios, como intérprete e compositor. Um dos mais importantes foi o Festival da Universidade Gama Filho,  do qual foi vencedor com o samba "Crioula Dengosa".

No inicio dos anos 90, Marcello foi convidado para cantar no Café Nice, uma das casas mais badaladas da noite do Rio de Janeiro, do então famoso circuito Chico Recarey. Logo em seguida, Oswaldo Sargentelli o convidou para participar, como cantor, do seu famoso  “Show de Mulatas”.

"E se os meus Retalhos fossem de Cetim?" - com Marcello Furtado 

(Participação especial: Paulo César Feital (compositor, poeta, ganhador "Estandarte de Ouro")
Centro da Música Carioca Artur da Távola - Sala Paulo Moura
Dia 15 de setembro, 19h15m

Rua Conde de Bonfim, 824 - fone -  3238 3831 - Tijuca
Ingressos - R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia)
Direção geral - Telma Tavares 


Foto: Divulgação


Na última segunda-feira (14), o portal Acesso Cultural e Leonardo Almeida Assessoria de Imprensa reuniu no Memorial da América Latina alguns famosos para prestigiarem a exposição do Castelo Rá-Tim-Bum, sucesso da TV Cultura. Durante a exposição os artistas foram acompanhados pela Cia dos Reis, que interpretaram os personagens Zeca (Guilherme Ludvig), Nino (Pietro Alonso),Pedro (Lucas Bamonte), Biba(Emily Motta), Dr. Abobrinha(Rodolfo Bellarosa) e a irreverente bruxa Morgana (Guty Ávila).

Entre os famosos presentes estavam a cantora Adryana Ribeiro(46), a ex-MasterChef Aritana Maroni(36), o apresentador e colunista Marcelo Bandeira(41), o vocalista da Banda Magnólia Fe Machado(29) e o cantor Dom M(18).

Além de conhecer os 22 ambientes que reproduzem com o máximo de fidelidade o desenho original do seriado, os visitantes também poderão se divertir aos finais de semana com espetáculos de teatro e projeções gratuitos na Praça da Sombra, onde o Castelo foi construído.

A Exposição – Rá-Tim-Bum, o Castelo continua recebendo visitas de terça a sexta-feira, das 9h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 22h. Os ingressos estão à venda na bilheteria do Memorial, que fica em frente ao Castelo, e também pelo site www.ratimbumocastelo.com.br. O valor permanece R$ 20,00 (meia-entrada, R$ 10).

Rá-Tim-Bum, o Castelo
Data: Até 30 de setembro de 2017
Local: Memorial da América Latina – Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda
Visitações: Terça a sexta-feira, das 9h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 9h às 22h
Ingressos: Bilheteria do Memorial ou www.ratimbumocastelo.com.br
Funcionamento da bilheteria: Terça a sexta-feira, das 9h às 18h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 20h
Classificação livre
Projeções – 19h30 e 21h | Teatro – 10h30, 11h30, 12h30, 13h30, 14h30, 15h30, 16h30 e 17h30 - Entrada Gratuita

Foto: Marcelo Moreira/OlecramPhotos

‘Marcia Peltier Entrevista’ Leandro Chevitarese na Rádio JB FM

13 agosto 2017 |


O Programa Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM  traz  na semana  de 14 a 20 de  agosto a  conversa com o professor e doutor em Filosofia, Leandro Chevitarese.

Ela deu recentemente um curso com o tema ''Ética:Um Percurso Histórico’’',na Casa do Saber do Rio de Janeiro.


Leandro fez Doutorado em Filosofia na PUC-RJ, é professor adjunto de Filosofia do Departamento de Educação e Sociedade da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e também  professor convidado da Especialização em Filosofia Contemporânea da PUC-RJ.

 Durante a conversa com Marcia Peltier, ele fala sobre a definição de  ética,explica a diferença entre ética e moral, comenta se existe uma ética ‘’do bem’’ e uma ética ‘’do mal’’ e aborda dilemas éticos contemporâneos como:a liberdade de expressão,a privacidade e a eutanásia.

 Você não pode perder  Leandro Chevitarese   no Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM  (99.9),em duas edições :de segunda à sexta,pela manhã  às 7h50 e  à noite,às 18h15,dentro do Painel JB.E aos sábados e domingos às 10h e 
18h

E a partir de 21/08 você vai poder ouvir a entrevista também no site da JB FM(www.jb.fm).


Fotos: Divulgação

Famosos se divertem no Arraiá Hode Luã, na Zona Oeste do Rio

|


O casal Laura Keller e Jorge Souza, Camila Silva, David Brazil, Leo Dias e outros famosos se divertem no Arraiá Hode Luã, em Guaratiba, zona oeste do Rio na noite de ontem, dia 12 de agosto.


Também estavam presentes o técnico de futebol Joel Santana, a musa da Mocidade Independente de Padre Miguel, Giovanna Angélica, a Rainha de Bateria da Estácio de Sá, Elaine Azevedo, David Brazil, a esteticista Jarciária Matos e seu marido Domingos Matos e a Dra. Denise Portugal e seu marido João Cosenza.


A festa teve como atração: o trio sertanejo Dechris, que agora faz parte do casting da Universal Music. 





Fotos: Daniel Pinheiro/Divulgação


Cia. Repentistas do Corpo se apresenta em Piracicaba com 'Tupiliques - O Espetáculo'

10 agosto 2017 |


O Espetáculo é um cruzamento entre dança, teatro, música e percussão corporal em movimento. O trabalho é inspirado no livro “Tupiliques – Heranças Indígenas no Português do Brasil”, do escritor César Obeid, que se utilizou do Limerique para rimar palavras indígenas, de origem Tupi, assimiladas ao português falado no Brasil. O limerique é uma forma de poesia inglesa escrita em estrofes de cinco versos que apresentam situações engraçadas ou absurdas.
Sobre a Cia
A Cia. Repentistas do Corpo, fundada em 2001, é formada por artistas do cenário da dança contemporânea brasileira que trazem significativa bagagem artística e cultural associada à proposta de pesquisa consistente e inovadora. A sua linha de investigação prática é a mistura entre a dança, o teatro, a música e a percussão corporal em movimento buscando os possíveis pontos de convergência e fricção entre estas linguagens e a sua abordagem conjunta. A inspiração para tanto vem das diferentes manifestações da cultura brasileira e suas identidades; especialmente a literatura, a música e as festas. Desta forma, encontra novos significados para seu discurso poético e a maneira de estar no mundo; sempre em movimento, com um corpo brasileiro.

Oficina de "Percussão Corporal em Movimento"
A Atividade artística estimula a participação de toda a família e consiste na improvisação de movimentos, ritmos e percussão corporal, conduzida pelos artistas da Cia.Repentistas do Corpo e com trilha sonora executada por uma banda, ao vivo.
16 de agosto às 14:00 hs
30 vagas – Gratuito
Classificação: Livre para todos os públicos
Sesi Piracicaba
Av. Luiz Ralph Benatti, 600 - Vila Industrial- Piracicaba – SP
Informações: (19) 34035928 

"Tupiliques - O Espetáculo"
17 de Agosto, às 14:00hs
Entrada: Gratuita
Classificação:Livre para todos os públicos
320 lugares
Sesi Piracicaba
Av. Luiz Ralph Benatti, 600 - Vila Industrial- Piracicaba – SP
Informações: (19) 34035928
*Retirar ingressos antecipadamente na bilheteria
Foto: Solange Avelino 

Surge ‘P.C.’, mais uma promessa na MPB

|


Uma voz típica para embalar corações dos amantes da MPB. Com apenas 21 anos, Paulo Sérgio, nascido em Nova Friburgo e, atualmente, morando em Rio Bonito, tem um sonho: viver da música. E talento para isso o jovem tem. Já há algum tempo se apresentando em festas de amigos, ele toca e canta músicas de sucesso e vem caindo no gosto do público. Ele disse, com exclusividade, ao CULTURA VIVA, quando surgiu esse desejo. “Sempre tive essa ambição desde quando comecei a tocar violão”.

Conhecido pelo nome artístico “P.C.”, o rapaz, sem dúvida alguma, é uma das grandes propostas bem promissoras no mercado musical, num futuro breve!

Acompanhe o bate papo!

CULTURA VIVA: Por que o nome “P.C.” se você se chama “Paulo Sérgio”?
P.C.: Nem eu sei te dizer ao certo (risos), mas me identifiquei muito com esse apelido. Já o tenho há muitos anos. Não sei te dizer qual o fundamento, mas levo como uma homenagem ao meu pai (Paulo César da Silva Santos), que sempre esteve comigo em todos os momentos que mais precisei.

C.V: Desde quando começou a cantar, profissionalmente?
P.C.: Eu ainda não sou um cantor profissional (risos). Não por falta de vontade, mas porque até o inicio desse ano, não levava tanta fé. Tenho o sonho de, cantar para várias pessoas e tudo mais. Mas, tenho um projeto junto com dois amigos ( Diogo Ferrari e Carlos André) de fazer covers. Temos até uma pagina no facebook com o nome "M'Sik Trio".

C.V: Foi difícil encarar sua primeira apresentação?
P.C.: Olha, foi (risos). Sempre fui tímido e um pouco inseguro. Mas, tenho ótimos amigos e família que me incentivam e gostam do meu som. E, graças a eles, consegui vencer a timidez e me apresentar para um público pequeno, mas é "de baixo que se começa" (risos).

C.V: Existem músicos em sua família? Cantam e tocam instrumentos também?
P.C.:
 Sim. Tenho tios, primos, avós que tocam diversos instrumentos. Minha mãe canta muito bem.
Mas, cantar e tocar, ao mesmo tempo, creio que só eu mesmo.

C.V: Qual artista é sua maior inspiração?
P.C.: Pela forma de tocar e cantar aprecio muito o trabalho e a história do Ed Sheeram. Como muitos, eu sou apreciador de música boa. E o acústico sempre me cativou (risos). O Ed sheeram faz um ótimo som e, a história dele é muito bonita. Fora ele, Mauro Henrique (da banda Oficina G3), Eli Soares, Tiago Iorc, Gabriel Elias e Caetano Veloso. Enfim, sou bem eclético (risos).

C.V: Seu timbre vocal tem um pouco a ver com o Moska. Isso define o caminho que deseja seguir?
P.C.: Verdade. Um grande artista com ótimas músicas, faz o simples de forma única. Confesso que não conheço o trabalho dele há muito tempo. mas me identifiquei à beça com o sentimento que ele impõe em todas as músicas que canta. E o que ele faz é justamente o que eu almejo: transmitir sentimentos através de uma faixa bem cantada.

C.V: Qual seu maior desejo na vida artística? Em sua opinião, o que falta para tudo se realizar?
P.C.: Meu maior desejo seria poder fazer algo com que, as pessoas pudessem admirar e meio que "saborear", sabe? Ouvir música boa gera, em mim, a sensação de estar saboreando algo muito gostoso pela primeira vez. É algo único. É isso que eu tenho por meta. Fazer músicas para serem "saboreadas" (risos).

C.V: Você canta e toca instrumento, simultaneamente. Isso te atrapalha um pouco?
P.C.: No começo foi difícil. Mas, acaba que, quem toca violão em casa, pega a manha. Comigo não foi diferente.

C.V: Além de músicas da MPB você toca outros ritmos em suas apresentações?
P.C.: Rock, Pop, Reggae, sertanejo, pagode, samba. Sou bem eclético (risos). Sou fã da boa música, então, o que eu ouvir e gostar, eu canto (risos).

C.V: Quem deseja seguir seu trabalho na web, onde podem curtir suas músicas e se comunicar com você?
P.C.: Pelo meu perfil no facebook "Paulo Sérgio dos Santos II", ou pela minha fanpage do M'Sik Trio, também no facebook.

C.V: Quais seus contatos para apresentações?
P.C.: Telefone (21) 96807-0216, que é meu WhatsApp, pelo e-mail paulinhopc792@gmail.com ou pelo meu Facebook "Paulo Sérgio dos Santos II".   

Foto: Divulgação





Giovana Angélica se lança como Digital Influencer

08 agosto 2017 |


Giovana Angelica, sempre antenada em moda e viagens, a carioca se lança na carreira de Digital Influencer. 


Ela é musa oficial da Mocidade Independente de Padre Miguel, no Rio de Janeiro, e, sempre muito disciplinada e adepta a muay thai, posou, recentemente, para as lentes do fotógrafo Marcos Mello. 


Fotos: Marcos Mello

‘Marcia Peltier Entrevista’ Eliana Bueno-Ribeiro na Rádio JB FM

04 agosto 2017 |


O Programa Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM  traz  na semana de sete a 13 de agosto a  conversa com a pesquisadora do tema ''contos de fadas'' e professora, Eliana Bueno-Ribeiro.

Ela deu recentemente um curso sobre ''Os Contos de Fadas de Charles Perrault'', na Casa do Saber do Rio de Janeiro.


Eliana é doutora em Ciência da Literatura pela UFRJ, com pós-doutorado em Literatura Comparada pela Universidade de Paris 3 – La Sorbonne Nouvelle . Foi professora do curso de Letras da UFRJ e publicou recentemente ''Contos de Perrault'', do qual assina a tradução, o prefácio e as notas. 
 
Durante a conversa com Marcia Peltier, ela  conta como surgiram os contos de fadas, relata qual o significado e objetivo destes contos,fala da importância de Charles Perrault para este tipo de narrativa,explica as diferenças entre as versões de Perrault e dos Irmãos Grimm para contos como ''A Bela Adormecida'' e "Cinderela'',comenta porque as versões dos Grimm se tornaram mais conhecidas mundialmente e dá sua opinião sobre os contos ''tristes'' de Hans Christian Andersen.

Você não pode perder  Eliana Bueno-Ribeiro  no Marcia Peltier Entrevista na
rádio JB FM  (99.9),em duas edições :de segunda à sexta,pela manhã  às 7h50
e  à noite,às 18h15,dentro do Painel JB.E aos sábados e domingos às 10h e
18h e, a partir de 14 de agosto, você vai poder ouvir a entrevista também no site da JB FM (www.jb.fm).


Foto: Divulgação

Mc Teteu lançará sua nova música de trabalho

|


Tadeu Paffaro – o Mc Teteu – se prepara para um novo start em sua carreira. Com apenas 18 anos o cantor, que é de Campinas (SP), está lançando sua nova música: "Bumbum Acrobático". Teteu se apresentou, recentemente, em Londrina, no Paraná, na Lowe e fez toda galera dançar com seus hits.


Foto: Denise Resges / CMMídia

Alcione Boleros no Theatro Net Rio

03 agosto 2017 |


A cantora Alcione apresenta seu novo DVD  “Boleros“, de 07 a 09 de agosto, às 21h,  no Theatro Net Rio.
Amplamente compatível com seu histórico de hits românticos, letras e canções emocionais “à flor da pele”, o projeto era um dos sonhos ainda não concretizados pela intérprete. “- Gosto de cantar aquilo que me emociona, e sempre me emocionava ao ouvir os sucessos de Ângela Maria, Núbia Lafayette, Elizeth Cardoso, e de tantas e tantas divas do gênero. E o meu público, felizmente, sempre aprovou minhas incursões pelo estilo. Tanto que alguns dos meus maiores sucessos pertencem ao gênero romântico”.
Alcione Boleros, este novo DVD/CD ao vivo da cantora, por todos e tantos aspectos positivos já relatados, tem tudo mas tudo mesmo para ser mais um golaço de placa desta artista que, além de estar celebrando mais de 4 décadas de sucesso, conseguiu, em 2015, encantar o público ainda mais cantando em francês no projeto “Inusitado”, na Cidade das Artes, pisou pela primeira vez no palco do Rock In Rio (aonde estará novamente este ano) para homenagear a cidade do Rio de Janeiro e “causou” na abertura da novela “A Regra do Jogo”, com a música “Juízo Final” de Élcio Soares e Nelson Cavaquinho. Falando em trilhas sonoras, Alcione também participa da novela "A força do querer", de Glória Perez, com a música "Olha", dRoberto e Erasmo Carlos.

A Marrom será acompanhada pela Banda do Sol, e o show tem participação especial da cantora e atriz Sylvia Nazareth.

Data: 07 a 09/08/2017
Horário: segunda a quarta, às 21h
Local: Theatro Net Rio - Rua Siqueira Campos, 143, Rio de Janeiro - RJ
Classificação: 12 anos
Contato: 4003-1212

Ingressos
Plateia e Frisas: R$160,00
Balcão: R$120,00

Venda de ingressos no site ingressorapido.com.br

Foto: Marcos Hermes

OAB-SP celebra 85 anos com exposição no Memorial

|

Um painel formado por 32 cartazes com as campanhas voltadas aos temas relacionados com a defesa da cidadania, que foram desenvolvidas ao longo de décadas pela Secional São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil, ficará em exposição a partir do dia 4 (sexta-feira) na Fundação Memorial da América Latina. 

A mostra OAB SP - 85 anos: Cidadania em Cartaz ficará aberta ao público até o dia 31 no Espaço Gabo - Gabriel García Márquez, anexo do Pavilhão da Criatividade, com entrada gratuita e acesso pelos portões 8 e 9 do Memorial. 

A exibição também integra as comemorações dos 85 anos da instituição completados este ano. As imagens que compõem a mostra reproduzem temáticas do cotidiano da atividade dos profissionais do Direito e normalmente ficam expostas nos espaços da vasta rede da Casa da Advocacia que a OAB-SP tem em todo o estado de São Paulo. Entre elas, destacam-se a luta pela presença da ética na política, a atenção para o drama dos refugiados e o combate à violência contra a mulher. 

“Nos orgulhamos da forte presença de nossa instituição em prol da cidadania e em defesa dos valores republicanos, assim como ficamos felizes em partilhar essa atuação em espaço público tão nobre  para os paulistanos, como é o Memorial da América Latina”, enfatiza o presidente da OAB SP, Marcos da Costa.

 Por sua vez, o presidente da Fundação Memorial da América Latina, Irineu Ferraz, parabeniza a Ordem dos Advogados do Brasil pelos 85 anos de atuação e confirma a importância da parceria entre as duas instituições, que já vem de longa data. 

OAB SP - 85 anos: Cidadania em Cartaz
Abertura: 4 de agosto, às 14h
Data: 5 a 31 de agosto de 2017
Visitações: Terça a domingo, das 9h às 18h
Local: Espaço Gabo – Memorial da América Latina/Metrô Barra Funda
Acesso: Portões 8 e 9
Entrada Gratuita