Artista plástica Ana Maria Tavares estará no Programa Arte Papo da Fundação Ema Klabin

21 agosto 2017 |

Suas obras são extensivamente expostas e representadas em coleções do Brasil e internacionalmente.


Vista parcial da exposição ‘No Lugar Mesmo: Uma Antologia de Ana Maria Tavares, 2016-2017’. Pinacoteca de São Paulo. São Paulo.  Foto -  Ruy Teixeira


 No próximo dia 26 de agosto (sábado), das 14h às 15 horas, a artista plástica Ana Maria Tavares participa do Programa Arte - Papo da Casa- Museu Ema Klabin. O encontro mensal dá voz aos artistas contemporâneos que falam sobre sua arte, em um bate-papo descontraído e repleto de informações culturais.

Nessa edição,  Ana Maria Tavares propõe construir um panorama de sua produção do ponto de vista das relações que sua obra estabelece com as instituições e o que denominou, em 2000, como site-specific deslocado. Tendo como base os projetos realizados no período de 2008 a 2016, que estabelecem um diálogo com a arquitetura modernista por meio de intervenções em arquiteturas autorais, a artista irá também enfocar a construção e seu trabalho sob a ótica do artista curador, propositor e produtor. O evento tem apoio cultural do ProAC/ICMS - Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura e Klabin S.A.

Sobre a artista

Ana Maria Tavares estudou Artes Visuais na FAAP, São Paulo (1978-82), recebeu título de Mestrado da School of the Art Institute of Chicago (1984-86) e PhD pela USP, São Paulo (1995-2000). Ganhou a bolsa Guggenheim Foundation Grant (NY 2001) e a Ida Ely Rubin Artist-in-Residence at MIT (Massachusetts 2001); e em 2014 a bolsa de pesquisa Lynette S. Autrey Visiting Scholars do Humanities Research Center of the Rice University (Houston). Iniciou a carreira docente 1982 e em 2000 se torna pesquisadora, docente e orientadora na ECA/ USP.

Dentre as obras mais relevantes destacam-se: São Paulo International Biennial (1983, 1987, 1991 and 2000); VII Bienal de la Habana (2000); Istanbul Biennial (2001); New Museum of Contemporary Art (New York, 2003); Royal College of Art (London, 2003); Schirn Kunsthalle (Frankfurt, 2003); Akademie der Künst (Berlin, 2003); 21st Century Museum of Contemporary Art (Kanasawa, Japan, 2004); San Diego Museum of Art (USA, 2005); San Diego Museum of Art (USA, 2005); Singapore Biennial (2006); The Vleeshal, Kroller Muller and Sonsbeek_10 (Holland, 2001, 2008); Toyota Municipal Museum of Art (Japan, 2008); Hiroshima City Museum of Contemporary Art (2009); Art Tokyo (2009); Yerba Buena Center for the Arts (San Francisco, 2009); Frist Center for the Arts (Nashville, 2013); Sicardi Gallery (Houston, 2014); Berlin Gallery-Weekend (2015); Pinacoteca do Estado (SP 2016-2017); Perez Museum (Miami 2017).

Arte-Papo com Ana Maria Tavares
Data:  26/08 (sábado)
Horário:  14h às 15h
Entrada Gratuita
30 vagas por ordem de chegada

Local: Fundação Ema Klabin - Endereço:  Rua Portugal, 43, Jardim Europa, São Paulo, site: www.emaklabin.org.br   fone: (11) 3897-3232

Vem coisa nova por aí

|


O sonho ainda não morreu
A promessa é real
Deus não lhe esqueceu
E jamais lhe esquecerá

É apenas uma fase, logo vai passar
Se o Senhor fez a promessa Ele cumprirá
Os seus sonhos enterrados
Vão ressuscitar
Ministérios que caíram Deus vai levantar

Famílias destruídas Deus vai restaurar
E os corações feridos Ele vai curar

Vem coisa nova por aí
Tem cheiro de milagre
Vem vindo novidade de Deus pra você
Vem coisa nova por aí
Aquele seu projeto que outrora não deu certo
Deus vai concluir

Vem coisa nova por aí
O que você perdeu
Tudo o que era seu Deus vai restituir
Vem coisa nova por aí
Não pense em parar
Está chegando o tempo de você cantar

Tem novidade, tem coisa nova
Tem mudança pra sua história
Vem vindo cura
Vem vindo graça e salvação pra sua casa

Vem livramento, vem provisão
Pra sua vida restauração
Famílias destruídas Deus vai restaurar
E os corações feridos Ele vai curar

*Artista: Léa Mendonça

*Foto: Internet

Os benefícios do Pilates segundo o fisioterapeuta Marcelo Nogueira

|


Todo mundo sabe da importância de se praticar exercícios físicos. Mas, sempre existe alguém que não admira caminhada nem frequenta academia. Para estes o mais indicado é o Pilates. Criado pelo alemão Joseph Pilates (1880 – 1967), seus exercícios, aparentemente suaves, proporcionam o alongamento e o fortalecimento do corpo de forma integrada. Segundo o fisioterapeuta Marcelo Nogueira, responsável pelo consultório clínico Corpo Ativo, localizado no Centro de Rio Bonito (subida do hospital), o Pilates pode ser considerado como uma atividade física ou um tratamento. “Ele trabalha tanto o corpo, ou seja, a parte física, como a mente. Facilita a concentração e, com isso, traz relaxamento físico e mental”, informa.

Nogueira relata os benefícios do Pilates. “Alívio das dores, tonifica os músculos, beneficia a respiração, melhora a postura, alivia o estresse, controla a pressão arterial, melhora a circulação sanguínia, dentre outros favorecimentos”, explica. Em que casos o médico orienta o paciente a praticar Pilates? “Como exemplo, posso citar: problemas de coluna, hérnia de disco, fibromialgia (dores nos músculos devido a problemas emocionais) e para corrigir a postura. Contudo, pode haver outros motivos. Veja só: no caso de alguém que precisou operar o joelho, em seguida, faz a fisioterapia para recuperar os movimentos e, num processo final do tratamento, pratica o Pilates para o fortalecimento muscular e aumento da flexibilidade”, responde.

O Pilates, de acordo com Nogueira, pode ser praticado tanto por crianças como por idosos, desde que não haja alguma contraindicação. “É um exercício que tem baixo impacto e facilita os movimentos. A pessoa utiliza o próprio peso corporal e a resistência dos aparelhos, que são através de molas”, destaca o fisioterapeuta.

Foto: Arquivo pessoal de Marcelo Nogueira




'Magicamente - Um show de Hipnose Cômica' estreia no Teatro Folha

18 agosto 2017 |


O espetáculo “Magicamente - Um show de Hipnose Cômica” estreia no Teatro Folha dia 02 de setembro e será apresentado em sessões aos sábados, meia-noite. Com humor afiado, os hipnólogos André Attie, Eduardo Neaime e Sany Machado prometem envolver a plateia com suas hipnoses, divertindo e surpreendendo.
Com a participação ativa do público, o show surpreende ao criar diversas situações com a colaboração de voluntários que aceitam ser hipnotizados, sempre com o devido cuidado e respeito dos artistas.  “Nós nunca colocamos as pessoas em situação perigosa ou constrangedora. Queremos sempre fazer um espetáculo leve para toda a família, conduzindo o público para uma viagem inesquecível ao mundo da imaginação, sempre com muita diversão. Para os hipnotizados será uma experiência única”, diz André Attie.

Segundo Sany Machado, os hipnotizados passam por momento de extremo relaxamento, como se estivessem dormindo. Enquanto isso são capazes de falar coisas engraçadas, dançar, formar uma banda musical com instrumentos imaginários e protagonizar diversas situações propostas pelos hipnólogos. “O show mostra que cada pessoa é agente de sua própria realidade, pois quando mudamos nossa percepção, mudamos nossa realidade. Assim, conseguimos alcançar todos nossos sonhos. O limite é somente sua imaginação”, defende Sany.

SOBRE OS HIPNÓLOGOS

ANDRÉ ATTIE é palestrante, hipnólogo e mágico profissional desde 2000. É um grande estudioso da mente humana e da arte mágica. Seu carisma, simpatia e humor contagiam a todos durante suas apresentações, sendo esta sua marca registrada. Estudioso da hipnose, André Attie vem a cada dia se especializando para conhecer os segredos da mente e fazer apresentações de forma muito interativa e criativa. O hipnólogo faz apresentações em português e inglês. Fez os cursos de Induções Instantâneas, com Sean Michael Andrews (Instituto Elsever); Hipnose Clássica, com Rafael Baltresca; Hipno-Waving com Hansruedi Wipf (Omni Institute); Hipnose Clínica, com Bruno Tricárico; Modern Hypnotism and Impromptu Hypnosis Workshop, com Anthony Jacquin; HypnoSport e HypnoPerform – hipnose aplicada a atletas e executivos – com Hansruedi Wipf e Adrian Brüngger (OMNI Training Center); entre outros cursos de formação.

SANY MACHADO  é  palestrante, hipnólogo e mágico profissional há mais de 25 anos, com experiência no mercado corporativo e cultural. Realiza palestras e treinamentos utilizando a mágica para o mercado corporativo. Como não podia ser diferente, também procurou diversificar seus conhecimentos para mostrar como podemos criar novas formas de entretenimento, usando a mente humana como um novo jeito mágico de encantar as pessoas. A Hipnose entrou em sua vida através de seu sócio André Attie que, juntos,  criaram um novo jeito de entreter o público mostrando como a mente é surpreendente. É Formado pela Academia Paulista de Arte Mágica; tem curso de Hipnose Clássica, com Rafael Baltresca; Modern Hypnotism and Impromptu Hypnosis Workshop, com Anthony Jacquin; e curso Omni de Hipnoterapia - Basic - Advanced Hypnotism Training.

EDUARDO NEAIME é palestrante, hipnólogo, publicitário e mágico profissional há mais de 10 anos.  Estuda muito os efeitos mágicos através do uso da mente e da hipnos. Tem curso de Hipnose Clássica, com Rafael Baltresca; Modern Hypnotism and Impromptu Hypnosis Workshop, com Anthony Jacquin; e Protocolo Simpson – especialização em Hipnose Clínica – com Inês Simpson. Também participou do curso HypnoSport e HypnoPerform – hipnose aplicada a atletas e executivos – com Hansruedi Wipf e Adrian Brüngger (OMNI Training Center) e Curso Omni de Hipnoterapia - Basic - Advanced Hypnotism Training.

 “Magicamente - Um show de Hipnose Cômica”
Local: Teatro Folha
Estreia: 02 de setembro de 2017
Temporada: até 28 de outubro de 2017
Apresentações: sábado, meia-noite
Ingresso: R$50,00 (setor único)
Duração: 90 minutos
Classificação indicativa: 10 anos 
*Valor referente a ingresso inteiro. Meia-entrada disponível em todas as sessões e setores de acordo com a legislação. 

TEATRO FOLHA

Shopping Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 - Televendas: (11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site:www.teatrofolha.com.br

Vendas por telefone e internet/ Capacidade: 305 lugares / Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Estudantes e pessoas com 60 anos ou mais têm os descontos legais / Clube Folha 50% desconto / 50% de desconto para funcionários e clientes do Cartão Renner. Horário de funcionamento da bilheteria: de terça a quinta, das 15h às 21h; sexta, das 15h às 00h; sábado, das 12h às 00h; e domingo, das 12h às 19h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 14,00 (primeiras duas horas) / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885, (11) 3101-8589, (11) 97628-4993 / Patrocínio do Teatro Folha: Folha de S.Paulo, CSN, LG, Privalia, Nova Chevrolet, Wickbold, Owens, Teleperformance e Grupo Pro Security.

SOBRE A CONTEÚDO TEATRAL

O grupo empresarial paulista Conteúdo Teatral atua há mais de quinze anos em duas vertentes: gestão de salas de espaços e produção de espetáculos. Como gestora é responsável pela operação do Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, com direção artística de Isser Korik e direção comercial de Léo Steinbruch, programando espetáculos para temporada em regime de coprodução. No período de atuação a empresa soma mais de 2 milhões de espectadores.

Como produtora de espetáculos, viabilizou dezenas de peças, como “Gata Borralheira”, “O Grande Inimigo”, “Os Saltimbancos”, “A Pequena Sereia”,“Grandes Pequeninos”,  “Branca de Neve e os Sete Anões”, “A Cigarra e a Formiga”, “Cinderela” e “Chapeuzinho Vermelho” para as crianças. Para os adultos foram realizadas, entre outras montagens, “A Minha Primeira Vez”, “Os Sete Gatinhos”, “O Estrangeiro”, “Senhoras e Senhores”, “O Dia que Raptaram o Papa”, “E o Vento Não Levou”, “Equus” a trilogia “Enquanto Isso...”, além de projetos de humor – como “Nunca Se Sábado...” e “IMPROVISORAMA” – Festival Nacional de Improvisação Teatral. Em parceria com Moeller e Botelho produziu os Musicais “Um Violinista no Telhado”, “Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos”, “Nine – Um Musical Felliniano” e “Beatles num Céu de Diamantes”.

 Foto: Ricardo Carvalheiro


‘Marcia Peltier Entrevista’ César Souza na Rádio JB FM

|


O Programa Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM  traz  na semana  de 21 a 27 de  agosto a  conversa com o consultor em Gestão de Pessoas e Liderança, César Souza.

Ele foi considerado um dos ''200 Líderes Globais para o Amanhã',pelo Fórum Econômico Global em Davos,na Suíça em 1994.


César também é autor do best-seller ''Você é do Tamanho dos Seus Sonhos''. E agora lança seu novo livro,''Você Merece uma Segunda Chance''.
Durante a conversa com Marcia Peltier, ele fala sobre o que é uma ''segunda chance'',como atingir esse objetivo,o que pode impedir alguém de chegar a uma mudança na vida,fala da importância de se conseguir ''aliados'' nessa caminhada e afirma que é preciso ''sonhar grande'' para conquistar a evolução profissional e pessoal.


Você não pode perder  César Souza   no Marcia Peltier Entrevista na
rádio JB FM  (99.9),em duas edições :de segunda à sexta,pela manhã  às 7h50
e  à noite,às 18h15,dentro do Painel JB.E aos sábados e domingos às 10h e
18h.

E a partir de 28/08 você vai poder ouvir a entrevista também no site da JB
FM( <http://www.jb.fmwww.jb.fm).


Fotos: Divulgação

Alexis de Vaulx dá palestra em Londrina e aborda seus cases de sucesso

|


Com as perguntas: “Quem aqui tem histórias que geram resultados? “e “Quem tem histórias que não geraram resultados”?, o empresário Alexis de Vaulx ministrou uma palestra na última quinta-feira (17), em Londrina, norte do Paraná.



O 1º Prospect Negócios- Sincoval idealizado pelo Sindicato do Comércio Varejista de Londrina e Região- Sincoval, contou com um público de aproximadamente 300 pessoas que lotou o anfiteatro. Onde De Vaulx compartilhou sua experiência pessoal e profissional, abordando diferentes momentos de sua trajetória, como os 30 anos de Brasil em um dos principais cargos da Rede de Móveis Tok & Stok e agora à frente de sua empresa de eventos corporativos.



Alexis também destacou na ocasião, os projetos visionários criados pela Empresa Incentivo Brasil que atua nos principais grandes eventos do Brasil: carnaval do Rio de Janeiro, Festival de Parintins, entre outros.



O evento empresarial que movimentou a noite londrinense contou com a presença de empresários e autoridades locais, como a empresária Kimiko Yoshii, a jornalista e apresentadora Vanessa Campos, o diretor de investimentos do Fundo Postalis Christian Schneider, os vereadores Felipe Prochet e Júnior de Santos Rosa, o presidente da Fundação de Esportes de Londrina Fernando Madureira e o chefe de gabinete da Prefeitura de Londrina Bruno Ubiratan, que representava o Prefeito de Londrina Marcelo Belinati.



O palestrante que foi aplaudido de pé no evento prometeu retorno à cidade que o acolheu. 



Fotos: Divulgação

Black Divas: Vanessa Jackson canta grandes sucessos dia 31 de agosto no Bourbon Street

|


Black Divas é uma viagem cronológica pela música negra mundial através da incrível voz de Vanessa Jackson.

Além de um show musical de tecnologia e emoção, será uma homenagem as divas negras de grande sucesso internacional que influenciaram e marcaram época enquantoembalavam deliciosas histórias de amor.

Aretha Fanklin, Etta James, Diana Ross, Tina Turner, Whiteney Houston, Beyoncé, Rihanna e diversos outros grandes nomes de imenso sucesso, fazem parte do repertório feminino de Black Divas.

Todas essas e outras beldades negras da música internacional, são mulheres que por causa da sua cor e talento, fizeram (e ainda fazem) a diferença na sociedade trazendo cada vez mais visibilidade a importantes causas sociais enquanto são exemplos do engajamento feminino. Arrastam multidões, embalam momentos e histórias. O talento e o sucesso não são os únicos fatores em comum entre elas, mas todas usam o talento para se sobressair de qualquer tipo de preconceito ou estigma.

Local: Bourbon Street | Rua Dos Chanés, 127 – Moema – SP
Bilheteria Bourbon Street: Rua dos Chanés 194 – de 2ªf.a 6ª.f das 9h às 20h, sábado e feriado das 14h às 20h
Fone para reserva: (11) 5095-6100 (Seg. a sexta) das 10h às 18h
Data : 31/08/2017 – quinta-feira
Horário: 22h30
Abertura da casa: 21h
Duração: 70 min. aproximadamente
Couvert Artistico: R$ 60,00
Venda também pela Ingresso rápido - 11 4003 1212 - www.ingressorapido.com.br
Classificação indicativa: 18 anos e 16 anos acompanhado de responsável
Capacidade: 585 pessoas
Estacionamento/ Valet: R$ 25,00
Aceita todos os cartões de débito e crédito.
Acessibilidade motora
Ar condicionado.
Wi-fi – solicitar senha na casa

Foto: Estúdio Vogue



O Bourbon Street faz homenagem ao artista cubano, estrela do festival Jazz no Beco, para essa edição do Jazz.Br- o jazz no domínio brasileiro, que acontece há 04 anos. Abrindo a noite estará o Gustavo Cintra Trio, com repertório de standards do jazz e música brasileira.

No repertório de Francisco Mela and The Crash Trio estão Ancestros; Alden Dear; Don McCoy; Fe; Romeo & Julieta; Reflec-tions; Curcuros; Lovano’s Mood; Just Now; Open Dance. O trio é formado por Francisco Mela (bateria), o pianista Santiago Leibson e o baixista Sean Conly.

Francisco Mela and The Crash Trio

O baterista cubano Francisco Mela, considerado um dos maiores nomes do jazz atual, traz ao Brasil a turnê de, FE (2016), quarto e mais recente projeto de Francisco Mela como líder, dedicado aos pais do músico e suas influências no mundo jazzístico. FE traz dois músicos que se juntam a ele para formar The Crash Trio: o pianista Santiago Leibson e o baixista Sean Conly. Muitos aficionados ao jazz têm a impressão de que os bateristas cubanos são inclinados a tocar o jazz afro-cubano ou latino, já que eles certamente se estabeleceram nesses gêneros. Não é o caso do músico, um excelente exemplo de um cubano nativo que dominou as complexidades do jazz, nas suas muitas variedades e modelos, e se sente confortável nesse papel, apontando novos caminhos para o jazz contemporâneo.

Mela deixou Cuba para estudar na Berklee College of Music, nos Estados Unidos, em 2000, e hoje dá aulas lá. É um dos artistas favoritos entre instrumentistas da elite do jazz como Joe Lovano, John Scofield, JoAnne Brackeen, Kenny Barron, Gary Bartz, Bobby Watson e McCoy Tyner, sendo citado por seu carisma, sofisticação e extensão de seus incríveis talentos como compositor e baterista.


Gustavo Cintra Trio

O trio formado em 2016 traz uma proposta de reinterpretar standards de jazz e música brasileira, fazendo arranjos próprios e se inspirando em versões conhecidas de cada canção.

Algumas influências do grupo são: Wes Montgomery, Kurt Rosenwinkel, Gilad Hekselmen, Bill Evans Trio, Oscar Peterson, Peter Bernstein Trio, Dave Holland, Ron Carter.

Com Gustavo Benedetti (bateria), Gustavo Cintra (guitarra) e Gustavo Martinez (contrabaixo), o trio vem com uma energia nova e, o ideal de trazer músicas conhecidas para um contexto moderno e atual.

O projeto Jazz.Br – o jazz no domínio brasileiro foi criado pelo Bourbon Street pensado em atender ao público jovem que curte o jazz e seus derivados, feito por músicos nacionais. Também passeia pela boa música brasileira, trazendo não só grandes nomes, mas também os novos destaques da cena instrumental.

Local: Bourbon Street | Rua Dos Chanés, 127 – Moema – SP
Bilheteria Bourbon Street: Rua dos Chanés 194 – de 2ªf.a 6ª.f das 9h às 20h, sábado e feriado das 14h às 20h
Fone para reserva: (11) 5095-6100 (Seg. a sexta) das 10h às 18h
Horários shows:
20h30 – Gustavo Cintra Trio
21h30 - Francisco Mela and The Crash Trio
Abertura da casa: 20h00
Duração: 1h50 aproximadamente
Couvert artístico: R$ 35,00
Venda também pela Ingresso rápido - (11) 4003 1212 - www.ingressorapido.com.br
Capacidade: 550 pessoas
Estacionamento/ Valet: R$ 25,00
Aceita todos os cartões de débito e crédito.
Acessibilidade motora
Ar condicionado.
Wi-fi ( solicitar senha na casa)

Foto: Andrea Canter


Espetáculo 'Terra dos Outros Felizes' estreia no Teatro dos Arcos

16 agosto 2017 |


O espetáculo "Terra dos Outros Felizes - O jogo dos amigos imaginários" estreia no Teatro dos Arcos dia 02 de setembro e fica em cartaz até o final do mês, com entrada grátis. Escrito pela jovem e reconhecida dramaturga Michelle Ferreira, o espetáculo tem direção de Vanessa Guillen e é a segunda produção a ser apresentada pelo projeto Berçário Teatral, que até o final do ano apresentará novos espetáculos no Teatro dos Arcos.

A montagem transita entre o real e o imaginário, abordando questões como medo, solidão e a busca frenética pela felicidade.  Em “Terra dos Outros Felizes - O jogo dos amigos imaginários” nove personagens estão fechados em uma casa de praia durante um dia de chuva e ali transitam entre ilusão e realidade. Ao receber o resultado de um exame e descobrir uma doença que pode ser fatal, a protagonista Silvia, interpretada pela atriz Deborah Graça, vive como em sonho. Cercada por personagens, ora atores, ora pessoas reais de sua vida, ela experimenta momentos intensos entre epifanias, lembranças e ficção. Silvia assiste a tudo sem nunca saber se pertence ou não à “terra dos outros felizes”.
Nessa espécie de reavaliação da própria vida, Silvia reencontra diversos amigos em sua imaginação. Em um jogo quase absurdo, a peça levanta questões como "qual é o tamanho do vazio em nossas relações?", "qual é a dose de realidade que precisamos para agir?" e "o que é real e o que é inventado em nossas mentes?".

O espetáculo propõe uma narrativa não linear, sem deixar de lado a comunicação clara com o público. “A peça retrata bem o momento em que vivemos, mostra relações superficiais e a dificuldade das pessoas em se aprofundarem no contato com o outro”, explica Vanessa Guillen, que privilegia o realismo na atuação para que se evidencie ainda mais a dúvida entre ficção e realidade presentes no texto.

A dramaturga paulistana Michelle Ferreira já teve seus textos encenados com grande repercussão na cena teatral. Exemplo disso são as peças “Animais na Pista”, “Como ser Uma Pessoa Pior, “EstudoHamlet.com”, “Riso Nervoso”, “Sit Down Drama” e “Tem Alguém que Nos Odeia”. Agora a autora faz parceria com a diretora Vanessa Guillen, que já trabalhou com importantes profissionais do teatro e da dança, como José Possi Neto, Cláudia Raia, Christiane Torloni, Paulo Goulart Filho e atuou no Balé da Cidade de SP, entre outros projetos.

A direção escolheu um elenco com vários artistas expoentes do cenário atual paulistano: Bárbara Salomé, Deborah Graça, Dyl Pires, Ernani Sanchez,Fernando Fecchio, Fezu Duarte, José Sampaio, Katia Calsavara e Nina Morena. A equipe se completa com Márcia Pires, que assina o cenário; iluminação de Rossana Boccia, trilha sonora de Peter Mesquita e figurinos de Fernando Fecchio.

SOBRE A AUTORA 

Michelle Ferreira é atriz, dramaturga, roteirista e diretora. Formada pela Escola de Arte Dramática, cursou a Faculdade de Ciências Sociais, ambas na Universidade de São Paulo. Foi integrante do Núcleo de Dramaturgia do CPT, com coordenação de Antunes Filho por oito anos. É uma das formadoras na área de Dramaturgia na SP Escola de Teatro. Foi duas vezes finalista do Prêmio Luso-Brasileiro de Dramaturgia (2009, com “Reality Final”, e 2011, com “Tem Alguém que nos Odeia”). Ganhou o segundo lugar do Prêmio Heleny Guariba de Dramaturgia Feminina e foi uma das classificadas para o concurso Nova Dramaturgia Brasileira realizado pelo CCBB (Reality Final). Com a peça “Os Adultos Estão na Sala” foi indicada ao Prêmio Shell de melhor autora em 2013. Estreou “Tem Alguém que nos Odeia”, sua primeira peça no exterior, em Glasgow, Escócia, em abril de 2016.

SOBRE A DIRETORA 

Vanessa Guillen é diretora, coreógrafa e bailarina. Cofundadora e diretora da Abominável Cia, realiza trabalhos autorais em teatro, dança e teatro musical. Já se apresentou com importantes companhias de dança brasileiras, como Balé da Cidade de SP, em Barcelona, Taipei, Montevidéu, Viena, Dusseldorf e outras cidades. Entre suas direções estão “O Homem n´Água”, de Claudia Schapira, com Paulo Goulart Filho; “Valsa nº 6”, de Nelson Rodrigues; e “Subterrâneo”, baseado em Dostoiévski, da Abominável Cia. Coreógrafa dos projetos MPB Em Cena há 3 anos com espetáculos em cartaz no Teatro Folha; “Constellation”, dir. Jarbas Homem de Melo; “Cinderela”, dir. Isser Korik; e “Mamonas O Musical”, dir. José Possi Neto. Diretora de movimento de Luiza Possi e Zizi Possi. Assistente de direção e preparadora na Cia Os Satyros na peça “Roberto Zucco”, prêmio Shell e APCA de melhor direção. Assistente de direção e diretora residente de José Possi Neto nos musicais: “Ghost”, “Raia 30 Anos”, “Crazy For You”, “Cabaret”, “New York New York”, “Emoções Baratas”, “Bark! Um Latido Musical” e nas peças “Vidas Privadas” e “Master Class”, com Christiane Torloni.

SOBRE O ELENCO

- Deborah Graça tem mais de 20 anos de carreira. Atuou nas montagens teatrais “Do Outro Lado da Rua”, do Núcleo Experimental, “A Arte de Pensar Negativamente”, da Cia. Sem Censura, “Philosophy in the Boudoir” no Hollywood Fringe Festival, em Los Angeles; “Vestido de Noiva”, “Roberto Zucco”, da Cia Os Satyros; “A Gaivota no Infinito do Espelho”, direção de Marcelo Galdino; “Quarto 77”, direção de Roberto Lage; Entre os musicais estão “O Soar da Liberdade” e “Kin ConKrof”, direção de Carlos Bauzys. Conquistou o Prêmio FEPAMA em 2001 e 1998 pela atuação em “Bodas de Lata” e “Mamma Mia, Nona!” de Hamilton Saraiva e recentemente o Prêmio “Extension” no Hollywood Fringe Festival 2013 Los Angeles.

- Fernando Fecchio é ator e figurinista. Atuou em diversas companhias, entre elas, a "Cia Elevador de Teatro Panorâmico", "Cia da Revista", "Antikatártika Teatral" e atualmente integra o elenco da Cia. Parlapatões Patifes e Paspalhões. Entre as mais de 25 peças encenadas se destacam "Rei Lear", dir. Ron Daniels; "Camino Real", "17xNelson" e o monólogo "A Geladeira", dir. Nelson Baskerville; "Sonho De Uma Noite De Verão", dir. Kleber Montanheiro; "O Homem, A Besta e A Virtude", dir. Marcelo Lazzaratto; "Um Dia Quase Igual aos Outros", dir. Neyde Veneziano; "Pornô Falcatrua", dir. Gustavo Machado; "Quem Tem Medo de Curupira", dir. Debora Dubois; "Clássicos do Circo" e "O Burguês Fidaldo", dir. Hugo Possolo; "Uma Trilha Para Sua História", dir. Gustavo Kurlat.

- Katia Calsavara  é atriz e bailarina. Atuou nas peças “Roberto Zucco”, “Sa tyros Satyricon”,  “Criança Cidadã”, “Vestido de Noiva”,  “Liz ”,  ”Adormecidos ”, “Não Morrerás ” e  “Não Vencerás ”, da Cia Os Satyros; “Do Outro Lado da Rua”, do Núcleo Experimental. No cinema, atuou no longa “Tudo Vai Ficar da Cor que Você Quiser ”, de Letícia Simões.

- José Sampaio atua nas artes cênicas em projetos autorais e performativos desde 2007, em diversas companhias de São Paulo, entre elas, Os Satyros, Andar 7, ExCompanhia, Corpos em Fluxo em trabalhos premiados com Shell, APCA e CPT. Pesquisa novas mídias, através de vídeo-performances, áudio-séries, como nos projetos "O Enigma Voynich", contemplado pelo programa de ação cultural PROAC e "Teatro APP". No audiovisual, trabalhou nas premiadas séries "A Menina Sem Qualidades" e "O Negócio" e em curtas-metragens de novos diretores.

- Bárbara Salomé  é atriz e palhaça. Atualmente faz parte do Coletivo ah!gente Secreto. Atuou nos espetáculos "Roberto Zucco" e "Mitos Indígenas", da Cia Os Satyros; "Fausto in Progress", do Andar 7; "EU - Negociando Sentidos", com a ExCompanhia de Teatro, na Alemanha; "Por Acaso, Navalha” da Companhia Caxote; "Do Lado Direito do Hemisfério", da Cia. Afeta. Fez turnê pela Europa com o espetáculo "Servos de Pan". Estreou a primeira série brasileira em áudio binaural "O Enigma Voynich", e na TV teve participação na série "Rua Augusta", do canal TNT.

Fezu Duarte  é diretora e atriz. Atuou nas montagens "O Escritor", de André Santana; "Pode Ser que Seja Só o Leiteiro Lá Fora", de Caio Fernando Abreu; "Versões Urbanas" e "Ópera do Malandro", direção de Gabriel Vilella; "Olhares de Perfil - O Mito de Greta Garbo", de Roberto Cordovani; "Na Cama com Tarantino", de Marcos Ferraz; Dirigiu e atuou em diversos espetáculos da Cia de Teatro Rock. Na direção ganhou prêmios, como, FEMSA Coca Cola em "A Sessão da Tarde" e Prêmio Qualidade Brasil em "Lado B Mudaram as Estações".

Dyl Pires é ator e poeta. Cofundador da Abominável Cia, participou dos espetáculos “Morte e Vida Severina”, “Viva El Rei D.Sebastião”, “Paixão Segundo Nós”; Atuou em “Roberto Zucco", “Satyros Satiricon", “Édipo na Praça”, “Edifício London”, “E se Fez a Humanidade Ciborgue em 7 Dias” da Cia Os Satyros; “Você Está Livre”, com a Cia Teatro Sem Censura. Autor dos livros: “O Perdedor de Tempo”, “O Torcedor ” e  “Éguas”.

- Nina Morena estreou aos 8 anos de idade na peça "Elas por Elas"; Em NY participou do The Hampton Shakespeare Theater Festival em "A Tempestade”; Também trabalhou em Lisboa com a peça “Aonde Está Você Agora?”; Participou das peças “A Filha da...” com Marília Pêra e do “Auto da Barca do Inferno", Brício” A incrível Confeitaria do Sr. Pellica", “Garagem”, de Gustavo Paso, e "Jogo Aberto", direção de Isser Korik. Fez os musicais “A Arca de Noé- Vinícius para Crianças” e “Aida- o Musical” Na TV integrou o elenco de "A Grande Família", "Por Toda a Minha Vida-Frenéticas", na minissérie “Um só Coração” e a novela “Páginas da Vida”, na rede Globo. No Multishow protagonizou a série “Quase Anônimos”. Foi elenco de “Cúmplices de um Resgate” no SBT. No cinema, protagonizou “Um Romance de Geração” e participou dos longas “Mulheres do Brasil”,  de Malu de Martino, e "Mulheres Sexo Verdade Mentiras", de Euclydes Marinho.

- Ernani Sanchez é formado em Teatro pela Universidade Anhembi Morumbi. Ator, palhaço, músico e diretor profissional há quinze anos. Passou pelo C.P.T. com coordenação de Antunes Filho e lá ficou por um ano. Atuou nas peças “ANTIdeus”, texto e direção de  Carlos Canhameiro, “A Vida Dela”,  de Priscila Gontijo com direção de Mario Vedoya; “Um Circo de Rins e Fígados”, dirigido por Gerald Thomas, “A Mandrágora”, com direção de Eduardo Tolentino, entre outras montagens. No cinema atuou no longa “Corpo Elétrico” de Marcelo Caetano, no longa “Tardes Livres” de Renato Chiappetta e no curta metragem “14 bis” de André Ristum. Na TV atuou nas séries “Zé do Caixão” no canal Space, “Gigantes do Brasil” para o canal History Channel, “A Garota da Moto”  pelo SBT, “Rotas do Ódio” pela Universal, “Rio Heroes” pela Fox, além de participações no programa “As Olívias na TV” no Multishow.

FICHA TÉCNICA

Texto: Michelle Ferreira
Direção: Vanessa Guillen
Elenco: Bárbara Salomé, Deborah Graça, Dyl Pires, Ernani Sanchez, Fernando Fecchio, Fezu Duarte, José Sampaio, Katia Calsavara e Nina Morena
Cenografia: Márcia Pires
Iluminação: Rossana Boccia
Figurino: Fernando Fecchio
Trilha sonora: Peter Mesquita
Fotos: Ricardo Lopes

TERRA DOS OUTROS FELIZES – O JOGO DOS AMIGOS IMAGINÁRIOS
Local: Teatro dos Arcos (Rua Jandaia, 218. Bela Vista. Tel: 11 3101-8589)
Estreia: 02 de setembro
Temporada até: 24 de setembro
Apresentações: sábados e domingos, às 19h. Capacidade: 70 lugares
Ingresso: Grátis (entrega de convites no local uma hora antes da sessão)
Duração: 90 minutos
Classificação etária: 12 anos 
 Foto: Ricardo Lopes

TEATRO DOS ARCOS
Horário de funcionamento da bilheteria: somente nos dias de apresentação, uma hora antes.
Acesso para cadeirantes
Ar-condicionado
Estacionamento conveniado: Avenida Brigadeiro Luiz Antônio, 502. Valor: R$ 20,00



'Amigos que a corrida me deu' será o lançamento no Lyceu Escola de Dança

|


O lançamento do grupo "Amigos que a corrida me deu" no dia 16 de setembro, às 20h, no Lyceu Escola de Dança, rua das Palmeiras, 19, em Botafogo,  RJ, marca o nascimento de um grupo esportivo integrado por amigos que se conheceram durante participações em corridas pelo Brasil e mundo afora.  A reunião  contará com a presença de atletas das várias categorias de corrida de fundo (maratona, ultra, meia-maratona...) , de personalidades que se dedicam ao esporte mas são célebres  em outras áreas (artistas, jornalistas, escritores...),  com depoimentos emocionantes baseados em experiências de  vida e  exemplos de superação,  e uma "exibição"  de dança mix (na verdade uma divertida brincadeira  dada pelo professor Miro Barcelos do Lyceu)  aos presentes ao evento. Toda uma ação capitaneada pela cantora e compositora Telma Tavares, que também foi atleta amadora e continua sendo uma amante dos esportes. Isabella Tavianiconvidada para comparecer ao evento, irá presentear o grupo com uma música-tema. Canção que, certamente, será interpretada pelos integrantes em seus próximos encontros e carro-chefe nas  playlists de suas corridas. 


"Amigos que a corrida  me deu" é uma homenagem à amizade e aos seus mais emblemáticos representantes: os corredores.  Um grupo de amigos que se dedica às diferenciadas formas de corrida,  projetado para aproximar integrantes, promover a sociabilização, gerar  amizades sinceras e  que nasce sob as bases saudáveis de um esporte praticado por atletas de elite mas, também, por indivíduos impulsionados apenas pelo gosto, pelo prazer em praticar uma das modalidades mais apreciadas do atletismo.

Tudo será  realizado de forma espontânea, segundo a vontade de cada componente do grupo.  Participantes ou não dos encontros amistosos, comemorações, campanhas solidárias e de utilidade pública etc e tal, são todos muito bem-vindos. Em um mundo combalido como o nosso e, atualmente, necessitando cada vez mais de ações pró-ativas e saudáveis, o surgimento deste Grupo (em julho deste ano)  é quase uma luz no fim do túnel" . Àqueles que, inicialmente apenas participarem do convívio e encontros esportivos serão tratados de forma  igualitária, sem regimes hierárquicos. E se, posteriormente, puderem ou quiserem engajar-se em diversas atividades, também poderão fazê-lo (ou não) a qualquer momento. Afinal,  o grupo formou-se recentemente  e  todos nós temos nossas atividades e compromissos pessoais. Às vezes, nossas boas intenções esbarram em compromissos e responsabilidades inadiáveis. Isso não diminui, em nada, o valor de cada contribuição. E os principais lemas do grupo, vale relembrar, são a liberdade e a autonomia.

Com integrantes  de algumas partes do país (e até fora dele), o grupo tem corredores  que já empreenderam  diferentes distâncias e percursos, participaram de grandes eventos,  sempre privilegiando o contato humano, a amizade verdadeira, procurando cultivar as boas relações, a união, e o companheirismo entre seus integrantes. Como passam muitas horas, dias e até semanas  desfrutando dos mesmos espaços e partilhando de um mesmo cotidiano, tornou-se primordial que o convívio entre eles fosse alvo de concessões e ajustes por cada um desses cidadãos.  Mas tudo sem deixar de observar as individualidades. Certamente, uma tarefa nada fácil, mas com objetivos  que fizeram valer à pena.  Cultivar, valorizar, perpetuar o valor das amizades nascidas em função da formação deste grupo foram prioridades intocáveis para essas pessoas que conseguem conviver em plena democracia. Uma democracia real, desprovida de competições e rivalidades, confeccionada sob a égide do companheirismo, do auxílio mútuo, do respeito. O mote é o estreitamento de laços aos moldes "amigos sem fronteiras", sem discriminações de etnias, raças, credos...sem hierarquias ou disputas de poder. 

Mas, questionariam alguns, "como pode não haver rivalidades entre um grupo de competidores?". Fácil de explicar: a competição é interna, consigo mesmo,  nunca entre os componentes do grupo. Ao contrário, a cada evento orquestrado pelo grupo "Amigos que a corrida me deu" seus integrantes irão procurar incentivar os companheiros no rompimento de barreiras e metas. A disputa será consigo mesmo, não entre eles. O que já vinha ocorrendo quando ainda eram apenas alguns poucos amigos e não o recém-formado grupo atual.

Esta é a intenção : propagar os lemas de uma  providencial iniciativa que pode encampar uma legião de pessoas, principalmente jovens,  encaminhando-as por  trajetos mais salutares e  elaborados em bases democráticas e solidárias. Claro, nem precisamos mencionar o quanto tais iniciativas são, atualmente, necessárias.  Saúde, esporte, amizade, laços afetivos de toda ordem são itens básicos para a formação de uma sociedade sem vícios, produtiva e feliz. 

No entanto, para serem devidamente amplificadas, tais ações necessitam de apoios e incentivos. O grupo "Amigos que a corrida me deu", apesar de criação recente (09/07/2017), já obteve apoios 
de empresários e profissionais liberais, dos próprios participantes, e até  apoios externos. Para melhor divulgação e ampliação deste grupo que surge como uma boa notícia para a nossa sociedade, a necessidade desses incentivos é fundamental!


Fotos: Divulgação