Nathalia Timberg vive a empresária Íris Apfel no Teatro

06 novembro 2018 |


“More is more, less is bore.” “Mais é mais, menos é chato”, uma brincadeira com o velho “Menos é mais”, é o lema da novaiorquina Íris Apfel, 97 anos, empresária, designer de interiores e hoje uma das maiores referências mundiais na arte pop e no mundo fashion. É sobre esta mulher que fala “Através da Iris”, solo de Nathalia Timberg com texto inédito de Cacau Hygino e direção de Maria Maya. A peça abre as comemorações pelos 90 anos de Nathalia, que se completam em 2019, com a atriz em plena atividade artística. A direção de produção é de Bruna Dornellas e Wesley Telles da WB Produções. Através das ideias arrojadas e do humor algo ácido de Iris Apfel, a peça é um elogio à liberdade de ser e de se expressar, em qualquer tempo da vida. Apfel, hoje aos 97 anos, inspira e surpreende artistas e criadores mundo afora com sua autenticidade e pensamento. Suas ousadas misturas ao se vestir, seus acessórios exuberantes, os óculos gigantes e roupas multicoloridas falam sobre a independência a que todo tem direito. Sobre experimentar – e se experimentar – sem medo do julgamento.

Através da Iris
Local: Teatro Maison de France
Endereço: Avenida Presidente Antônio Carlos, Nº 58 – Centro.
Telefone: (21) 2544-2533
Sessões: Quinta às 17h; sexta e sábado às 19h30; domingo às 18h
Período: 12/10 a 16/11
Elenco: Nathalia Timberg
Direção: Maria Maya
Texto: Cacau Hygino
Classificação: 12 anos
Entrada: R$ 80 (inteira); R$ 40 (meia)
Funcionamento da bilheteria: Terça a domingo entre 13h30 o início do espetáculo
Gênero: Solo
Duração: 60 minutos
Capacidade: 352 lugares


Foto: Divulgação



O artesão Marcelo Darghan gravará, dias 8 e 9 de novembro, programas especiais  para seu canal do YouTube Artesanando, sempre com convidados. Nesses programas, mostrará ideias de decoração para casa, desde a transformação de uma parede até itens para o Natal.
O canal Artesanando  está no ar há 4 anos com mais de 200 videos inéditos.
Além do canal, Darghan é colaborador do programa Mais Você da TV Globo desde 1999 e do programa Mulheres, da TV Gazeta, desde 1989 e colabora com revistas como Cláudia, Manequim e Criativa.
Criador do Prêmio Artesão do Ano e um dos organizadores da Feira Mega Artesanal.
Ministra cursos de artesanato por todo o Brasil, sempre gratuitos, voltados para milhares de participantes.
Paulistano, é formado em jornalismo e programação visual e, há 30 anos, escolheu o artesanato como profissão.
Busca inspiração para montar suas peças no mundo ao seu redor, nas roupas das pessoas, no cinema, revistas, shows, história, tv, criando sua própria identidade.
Acompanhe o Marcelo Darghan:
www,youtube.com\programaartesanando 
Foto: Internet


Exposição 'Do outro Lado da Lente' do fotógrafo Jaiel Prado

05 novembro 2018 |



Mostra traz vinte fotos inéditas de profissionais acostumadas a estar do “Do outro Lado da Lente”

De 9 de novembro a 7 de dezembro, a Galeria Studio Trend, no Alto de Pinheiros, em São Paulo, apresenta a exposição “Do outro Lado da Lente”,  do fotógrafo Jaiel Prado. A mostra reúne fotos de doze profissionais do alto escalão da fotografia brasileira.  “As fotógrafas foram escolhidas por serem retratistas bastante conhecidas e que nunca (ou quase nunca) tinham tido a experiência de serem retratadas. A proposta era fazê-las experimentar as inseguranças e ansiedade que seus retratados costumam passar do outro lado da câmera”, explica o fotógrafo e também um dos curadores da exposição, Jaiel Prado. 

No time de fotógrafas que foram clicadas para a exposição estão: Simone Silvério, Laura Alzueta, Daniela Margotto, Carla Duranti, Mariana Siqueira, Nina Stanislau, Bruna Veratti, Milena Fontes, Cibele Bergamo,  Eilleen Parker, Julie Freitas e Andréa Leal. 
Em comum, as fotógrafas usam joias da linha Simone Silvério By Mellina Machado
A produção da exposição é da fotógrafa Simone Silvério e da make-up artist Patrícia Plischk.
Após uma bem-sucedida carreira como principal executivo em multinacional decidiu dedicarse à fotografia. É graduado em Engenharia pela Escola Politécnica da USP, possui MBA pela FIA/USP. Certificado em Coaching pela Columbia University e Fotografia pela Escola Panamericana de Artes e Design.  E também, junto com sua esposa a fotógrafa Simone Silvério,  é certificado pela Professional Photographers of America (PPA), únicos no Brasil. Fundada em 1880, a PPA é a maior associação de fotografia profissional do mundo atualmente com cerca de trinta mil membros em mais de 50 países,  dos quais menos de dois mil possuem hoje esta certificação.
Exposição: “Do outro Lado da Lente” , do fotógrafo Jaiel Prado
Período: de 9  de novembro a 7 de dezembro, de segunda à sexta
Horário: das 9h às 18h
Livre 
Gratuito
Local Galeria Studio Trend: Rua Costa Carvalho, 213 - Alto de Pinheiros - SP -Fone : (11) 2639-9341 Cel: (11) 96317-1765.
Site: Jaiel Prado:   https://www.jaielprado.com     Instagram:    @jaielprado     

***Na Foto em destaque, a fotógrafa Simone Silvério
Foto: Jaiel Prado

Reunião do Conselho do Parque Estadual da Costa do Sol

|



Às 15h desta terça-feira (6), em Búzios, acontece a Reunião do Conselho do Parque Estadual Costa Sol sobre o plano de manejo, núcleo Pau Brasil. A reunião acontecerá no Auditório da Secretaria de Desenvolvimento Social, em frente à Praça Santos Dumont, Centro. A reunião é aberta ao público.

Foto: Divulgação

O velório mais animado da cidade, reestreia dia 02/11, no Dia de Finados

19 outubro 2018 |



Dia 2 de novembro haverá reestreia da peça “Os inocentes de Ipanema”, de sexta a domingo, no Teatro Gonzaguinha, no Centro do Rio. A temporada vai até o dia 25.

O montagem realiza sua terceira temporada no Rio e vem chamando a atenção da critica especializada  do grande publico.

Baseado na obra homogênea Os Inocentes de Ipanema de Fabrisio Coelho.

O espetáculo realiza sua 3 temporada no Rio de janeiro, agora de sexta a domingo no centro do Rio.

Os Inocentes de Ipanema...

O velório mais animado da cidade.

A súbita morte da Matriarca Brenda de Cândida, moradora do tradicional bairro de Ipanema, abala toda estrutura da família, na qual não se convive a mais de 20 anos, ocasionando em seu enterro o momento único de despedida, e de reencontro, onde quatro irmãos, que praticamente são quatro desconhecidos, se reencontram.

Rodeado por marcas do passado, e um mistério que envolve a trajetória dessa Mãe e seus filhos, num bem humorado conflito familiar, onde as descobertas são o ponto de início da trama, entre revelações e resgate de valores, questionamentos de afeto, e a ausência deles, conduta e moral, colocando em cheque uma sociedade contemporânea individualista, e pouco afetiva.


O encontro com o passado é inevitável, as verdades brotam de forma natural, e a surpresa do inesperado que abate essa família, esses irmãos e o comportamento do conceito Mãe. O Espetáculo Os Inocentes de Ipanema brinca com o imaginário, propõe questionamentos e se liberta dos padrões convencionais de família, já pouco exercido, porém muito citado.
Família, emoção, descobertas, afeto, humor e uma pitada de mistério.

De sexta a domingo acontece o velório mais badalado da cidade...


A comédia traz aos palcos a codependência, um padrão de comportamento pouco falado, que hoje é considerado uma doença, na qual muitos desconhece, dependência afetiva, emociona , e sua inabilidade de manter e nutrir relacionamentos saudáveis. 

Texto e direção: Fabrisio Coelho
Elenco:   Rita Luz
                  Jefferson Jima
                  Susana Savedra
                  Leonardo Gutierrez

Gênero: Comédia
Nova temporada: Teatro Gonzaguinha
Rua Benedito Hipólito 125

De 02/11 a 25/11
sexta, sábado e domingo ás 19:30h
Ingresso: R$ 40,00 inteira
                       20,00 meia (Estudantes, professores da rede pública, Maiores de 60 anos)

Bilheteria:  1h antes do espetáculo
Aceita cartão de credito e debito.

Contato: 2224-3038
Whatssap: 97443-5111

Classificação: Livre

Redes Sociais ( facebook e Instagram): @osinocentesdeipanema


Através da FMC Produção.
Contato:



Foto: Divulgação


Marcello Losi: uma inspiração de vida e música

16 outubro 2018 |



Seguir um caminho por decisão própria requer postura, coragem e preparação no enfrentamento das possíveis dificuldades. A situação é a mesma em qualquer ramo profissional e o jovem músico Marcello Losi, de São Paulo, representa esse personagem da vida real: escolheu a música como norte. “Trabalho com música há 15 anos. Ganhei meu primero instrumento quando tinha 16 anos. Foi uma decisão pessoal. Sempre tive uma ligação muito forte com a música e as coisas foram acontecendo naturalmente. Não consigo me ver hoje sem música”, revelou hoje com exclusividade ao CULTURA VIVA.

E tem mais informação adiante. Acompanhe o bate papo!

CULTURA VIVA: Trabalhar com música requer o dom para lidar com o cotidiano, embora se alguém estudar adquire a técnica. Fez cursos para aperfeiçoar seu talento?
MARCELOO LOSI: Sim, na verdade estudo até hoje. O estudo é fundamental para o aprimoramento. Por isso, acredito que todo dom e talento precisam ser lapidados e aprimorados constantemente.

C.V.: Você também produz outros artistas, não é? De forma sucinta explique como se dá a gravação rápida de uma música em estúdio. Qual o maior desafio?
M.L.: Sim. Trabalho e componho para outros estilos de músicas com segmentos variados. O processo de composição e produção musical é fascinante. A partir do momento que a música sai do papel e começa criar forma passa por algumas etapas. Dentro do estúdio de gravação é o laboratório onde tudo acontece. O maior desafio sempre é alcançar com maestria o melhor som para uma melhor performance de um bom arranjo musical.


C.V.: Quem é sua maior inspiração na música nacional?
M.L.: São varias referencias e inspirações. Poderia citar várias dentro do cenário nacional. A música Brasileira é muito rica e abundante. Então,  só dá para citar alguns, como Dijavan, Antonio Carlos Jobim, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Elis Regina, Ivan lins, Zé Ramalho, Marisa Monte. Grupos de samba, como Fundo de Quintal, Demônios da Garoa, Jorge Aragão, Leci Brandão. No sertanejo: Chitãozinho e xororó, Leandro e Leonardo, Renato Teixeira, Paula Fernandes e grandes poetas e letristas, como Renato Russo e Cazuza.

C.V.: Tem feito shows ou produzido alguém? Em sua opinião, está dando para um artista sobreviver de música?
M.L.: Sim, continuo trabalhando com minha banda, o Grupo Reação 3, tocando e acompanhando artistas de outros segmentos também. A realidade do músico no Brasil é dura. Então, viver exclusivamente da música sempre acaba se tornando um grande desafio.


C.V.: Que apelo você faz para que políticos e empresários apoiem mais os artistas brasileiros?
M.L.: Os políticos e empresários deveriam olhar com outros olhos e valorizar mais o músico brasileiro, pois o músico nacional é muito bem visto e reconhecido no exterior, uma vez que a música brasileira é muito rica e abrangente. E, além de tudo, música é cultura. Um país sem cultura é um país sem história.

C.V.: Quais são seus contatos para shows?
M.L.: Meus contatos são: telefone (11) 95840-2074, e-mail: marcellolosioficial@gmail.com, YouTube: Marcello Losi e no Instagram: @marcellolosicompositor.

Fotos: Divulgação

Vagas abertas para Mestrado de Educação em Ciências e Saúde

15 outubro 2018 |



A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) abriu edital nº 815 referente ao processo seletivo para ingresso no curso de Mestrado em Educação em Ciências e Saúde. As inscrições estão abertas até as 23h59 do dia 15 de novembro e só podem ser feitas pelo email selecao.ppgecs@nutes.ufrj.br, com cópia para selecao.ppgecs@gmail.com, contendo os documentos obrigatórios anexos, conforte descritos no edital, e com o título da mensagem em letras maiúsculas “SELEÇÃO MESTRADO 2019”. São oferecidas dez vagas para o município de Macaé.
As vagas estarão distribuídas da seguinte forma: seis para ampla concorrência, duas reservadas para cotas, uma para candidatos estrangeiros e uma vaga para servidores do quadro ativo permanente da UFRJ nas carreiras de docentes ou técnico-administrativos em Educação, conforme o Programa de Qualificação Institucional (PQI), da universidade.
O certame é organizado pela Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Saúde (PPGECS) do Núcleo de Tecnologia Educacional para Saúde (Nutes), da UFRJ. Os candidatos inscritos terão de passar ainda por prova escrita, apresentação do pré-projeto de pesquisa e certificado de proficiência em inglês obtido nos últimos 24 meses. O resultado final será divulgado em 13 de fevereiro de 2019.
O curso de Mestrado tem por objetivos, segundo o Nutes, a iniciação à pesquisa e o aprofundamento de estudos no campo da Educação em Ciências e Saúde. Além do desenvolvimento de um projeto de investigação, sua proposta se volta para a construção das bases de uma avaliação crítica da pesquisa neste campo e das suas incorporações a práticas educativas.
Mais informações podem ser obtidas no site www.nutes.ufrj.br/mestrado. Em Macaé, a UFRJ funciona na Cidade Universitária, à Rua Aloísio da Silva Gomes, 50, bairro Granja dos Cavaleiros.
Foto: João Barreto

Escola Darcy Ribeiro, em Búzios, terá árvore de Natal feita pelos estudantes

|



O burburinho já indica a presença deles. A energia dá para sentir no ar. Acomodados numa das salas do Espaço Cultural Zanine, em Búzios (RJ), estudantes da Escola Municipal Professor Darcy Ribeiro, montam um protótipo para a árvore de Natal que enfeitará o pátio da escola.

Auxiliados pelo artista plástico Jakó, que utiliza materiais recicláveis em sua arte, alunos da professora de Ciências Carmem Lúcia, aprendem sobre a transformação da matéria. Descobrem novas funções para o que descartamos como lixo e refletem sobre a saúde do planeta.

- A idéia da árvore de Natal com material reciclável surgiu como projeto da turma 605 para a Feira de Ciências que acontece em novembro. Os alunos juntaram material reciclável separando em sua própria casa, o que antes ia direto para o lixo. E pedimos ajuda ao Jakó, que está orientando a turma – explica a professora.

O trabalho dos 32 alunos da turma sensibilizou toda a escola, e agora estudantes de todas as classes juntam material reciclável para juntos erguerem a árvore de Natal da Darcy Ribeiro. 

Foto: Divulgação

Domingo de fortes emoções no futebol de praia

|


Com muitos gols nos três jogos, campeonato municipal promovido pela LICEP vai chegando às semifinais



O Campeonato Municipal de Futebol de Praia de Cabo Frio (RJ), promovido pela Liga Cabofriense de Esportes Praianos (LICEP), está perto da definição. No domingo (14), três jogos emocionantes modificaram a classificação da competição.

O jogo mais esperado do domingo foi o primeiro: Celebridade x C.U.V. A partida foi disputada palmo a palmo, mas comandado por Gugu, o Celebridade venceu por 3 a 2, com gols de Welton, Renato e Naor. Kojack, artilheiro do campeonato, fez os dois gols do C.U.V.

O Coral aproveitou a derrota do C.U.V. para assumir a liderança, depois de vencer o Gonçalão por 4 a 2. William (2), Arthur e Hargeu fizeram os gols do tricolor. Breno e Thiago descontaram para o Gonçalão.

No último jogo do domingo, o Barra melhorou a situação ao vencer o Nautillus por 3 a 2. Davizinho, Luan e Henrique Pádua marcaram para o atual campeão, descontando Fabrizio e Carlos Henrique.
Restando apenas duas rodadas para a definição dos semifinalistas, os seis clubes ainda têm chances de classificação. No próximo domingo (21), a penúltima rodada marca Celebridade x Barra (9h45), Nautillus x Gonçalão (11h) e Coral x C.U.V. (12h).

A classificação da segunda fase é a seguinte:

1º) Coral, 7 pontos
2º) Celebridade, 5
3º) C.U.V., 4 (saldo +2)
4º) Barra, 4 (saldo 0)
5º) Nautillus, 2
6º) Gonçalão, 1

Foto: Divulgação



O Sonho Não Morreu

|



O sonho não morreu
É só uma túnica rasgada, isso não comprova nada
A fera não matou José, isso é história inventada
Contada pela boca da amargura que não digeriu
Os sonhos que nascem de Deus

O sonho não morreu
Apenas foi levado como ramos que rompem limites
Quanto mais tentam cortá-los, mais fortificam suas raízes
Nessa história, os pontos cegos estão agindo a favor de Deus

Jacó, enxugue as lágrimas
A realidade é dura, maior é a promessa
O seu José está guardado, sei que existe a hora certa
Que o Céu explica o que a terra nunca compreendeu

O sol, estrela e a lua
Diante dEle, não era alucinação era verdade
Nem você acreditou, isso é normal, se prepare
Para ouvir o outro lado da história que alguém escondeu

O luto acabou, o sonho não morreu
Na Terra da aflição, Ele só cresceu
A túnica no céu, ninguém rasgou, ninguém manchou
A fera não matou, José virou governador

O luto acabou, o sonho não morreu
Prepare-se, Israel, sua casa irá colher
O amor que não plantou, perdão sem merecer
Escreva agora aí, os muros não podem conter
Os sonhos do Senhor, sementes de Deus em você
O sonho não morreu

O luto acabou, o sonho não morreu
Na Terra da aflição, Ele só cresceu
A túnica no céu, ninguém rasgou, ninguém manchou
A fera não matou, José virou governador

O luto acabou, o sonho não morreu
Prepare-se, Israel, sua casa irá colher
O amor que não plantou, perdão sem merecer
Escreva agora aí, os muros não podem conter
Os sonhos do Senhor, sementes de Deus em você

O sonho não morreu, não morreu
O luto acabou

*Artista: Flordelis
*Foto: Internet

Comediante Dadá Coelho e o visagista Beto Carramanhos estreiam 'Corta!' no Teatro Folha

09 outubro 2018 |



Carramanhos, além de atuar na comédia, corta ao vivo o cabelo de uma espectadora da plateia a cada apresentação 

A atriz e comediante Dadá Coelho divide o palco com o ator e visagista Beto Carramanhos, apresentador do quadro “Tapa no Visual”, no programa “Mais Você” (Rede Globo) na comédia “Corta!”, que estreia dia 20 de outubro no Teatro Folha. O espetáculo de Vinícius Soares e Marcio Azevedoque também assina a direção da peça, é ambientado em um salão de beleza no tradicional bairro de Higienópolis. A cantora Elza Soares também participa do espetáculo ao interpretar a mãe e conselheira da personagem de Carramanhos, com sua inconfundível voz em off costurando a trama da peça. As sessões serão aos sábados e domingos, às 20h, até 16 de dezembro.

Celeste é a personagem de Dadá Coelho. Ela vive uma mulher leve e inocente, que mora em Itaquera e carrega em si todos os questionamentos e mazelas diante dos conflitos no convívio intenso com seu patrão. A personagem de Beto Carramanhos é um cabelereiro, dono de um salão de beleza, um bon vivant do Morumbi que não conhece a dura realidade vivida por Dadá.

O cabeleireiro passa a vida inteira até decidir abrir o seu próprio salão. Logo depois sua mãe falece e, por um descuido, não percebe que está endividado e com uma carta de despejo. Celeste, apesar de sua boa vontade, vê a correspondência, mas entende que se trata de uma “carta de desejo”. Assim está armada a situação em que o cabeleireiro terá que encontrar soluções para não perder o salão de beleza. No meio da trama, são revelados vários detalhes da longa relação de trabalho e amizade entre Beto e Celeste. “É um espetáculo que faz o público rir o tempo inteiro, mas também emociona. Rir e emocionar são uma característica do meu trabalho”, diz o autor e diretor Marcio Azevedo, que neste ano recebeu o Prêmio Funarte de Dramaturgia pelo texto “Eu Sempre Soube”.

Beto Carramanhos, além de atuar nas cenas, corta ao vivo o cabelo de uma espectadora da plateia, que se candidata a ter o visual renovado por um dos mais prestigiados visagistas do País. As participantes interagem durante a peça e passam a fazer parte daquele momento mágico vivido pelas personagens.
A montagem da peça com essa sinopse foi ideia do próprio Beto Carramanhos, que decidiu levar ao palco suas divertidas experiências vividas no salão de beleza. “É um projeto ousado, no qual eu reuni a diversão das clientes quando estavam no salão e transmiti isso tudo para a dramaturgia”, conta Beto.

FICHA TÉCNICA

Dramaturgia: Marcio Azevedo e Vinícius Soares
Direção: Marcio Azevedo
Elenco: Beto Carramanhos e Dadá Coelho
Participação especial (voz em off): Elza Soares
Produção e direção geral: Companhia Animart Produções e Terence Entretenimento

“ CORTA!”
Temporada: 20 de outubro a 16 de dezembro de 2018
Apresentações: sábados e domingos, às 20h
Ingresso:  R$70

*Valor referente ao ingresso inteiro na plateia e mezanino. Meia-entrada disponível em todas as sessões de acordo com a legislação.

Duração: 90 minutos
Classificação etária: 12 anos

TEATRO FOLHA

Shopping Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 - Televendas: (11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site: www.teatrofolha.com.br

Vendas por telefone e internet/ Capacidade: 305 lugares / Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Estudantes e pessoas com 60 anos ou mais têm os descontos legais / Clube Folha 50% desconto. Horário de funcionamento da bilheteria: quarta e quinta, das 15h às 21h; sexta, das 15h às 21h30; sábado, das 12h às 23h59; e domingo, das 12h às 20h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 14,00 (primeiras duas horas) / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3661-5896, (11) 97628-4993 / Patrocínio do Teatro Folha: Folha de S.Paulo, Owens-llinois,  EMS, Bain & Company, Grupo Pro Security, Previsul, Brasforma, NR Acampamentos, Nova Chevrolet e Andritz.


SOBRE A CONTEÚDO TEATRAL

O grupo empresarial paulista Conteúdo Teatral atua há mais de dezessete anos em duas vertentes: gestão de salas de espaços e produção de espetáculos. Como gestora é responsável pela operação do Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, com direção artística de Isser Korik, programando espetáculos para temporadas em regime de coprodução. No período de atuação a empresa soma mais de 2,5 milhões de espectadores.

Como produtora de espetáculos, viabilizou dezenas de peças, como “Gata Borralheira”, “O Grande Inimigo”, “Os Saltimbancos”, A Pequena Sereia”, Grandes Pequeninos”,  “Branca de Neve e os Sete Anões”, “A Cigarra e a Formiga”, “Cinderela” “Chapeuzinho Vermelho” e “Mogli” para as crianças. Para os adultos foram realizadas, entre outras montagens, “A Minha Primeira Vez”, “Os Sete Gatinhos”, “O Estrangeiro”, “O Dia que Raptaram o Papa”, “Equus” a trilogia “Enquanto Isso...”, “Dez Encontros”, “Jogo Aberto”, “O Empréstimo” e “Que Tal Nós Dois?”, além de projetos de humor – como “Nunca Se Sábado...” e “IMPROVISORAMA” – Festival Nacional de Improvisação Teatral. Em parceria com Moeller e Botelho produziu os Musicais “Um Violinista no Telhado”, “Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos”, “Nine – Um Musical Felliniano” e “Beatles num Céu de Diamantes”.

Foto: Inacio Moraes