A história do primeiro locutor de cabine da Rede Globo é registrada em livro

22 janeiro 2017 |


O primeiro locutor de cabine da Rede Globo, o radialista Ronaldo Cammarota, está com 78 anos e tem muitas histórias para contar sobre sua trajetória na emissora, no Jardim Botânico (RJ). Natural de Petrópolis, Cammarota participou do primeiro grupo de profissionais do rádio, na época, que fez teste para o cargo no fim de 1964. Eram 72 concorrentes e apenas 3 foram selecionados, sendo Cammarota um deles. A partir de então, um novo capítulo surge em sua história de vida. Ficou no cargo de 1965 até 1990, quando pediu demissão ao José Bonifácio Sobrinho, o “Boni”, que não aceitou a solicitação, mas respeitou a iniciativa do colega. Na oportunidade, cuidaria de assuntos pessoais. Sua voz grave e imponente, depois do prefixo musical da estação, anunciou a programação de 26 de abril de 1965, dando início à trajetória da quarta maior emissora do mundo.

Seus primeiros passos no rádio se deram na antiga Rádio Imperial, em Petrópolis, onde ocupava horário nobre, tinha publicidade e muita audiência. Em meados de 1963, a emissora foi vendida para a Rádio Globo. Certo dia, chega à Rádio o Dr. Milton do Rio de Janeiro para inspecionar a emissora. Ao ser apresentado ao Cammarota e ouvir suas locuções, aprovou sua voz e logo o orientou a fazer testes na emissora de TV que o grupo inauguraria no Rio, em breve. Daí, o radialista seguiu os passos do orientador e conquistou seu espaço na mídia.


Sua carreira acabou de ser registrada no livro “A voz do peregrino das estrelas”, lançado em novembro de 2016 por sua esposa, a cantora lírica Maria Alves de Quadros. Uma obra com 111 páginas que, detalha, com peculiaridade, o esforço de quem descia a serra de Petrópolis, todos os dias da semana, de ônibus até a Rodoviária Novo Rio, na época instalada na Praça Mauá, e, de lá, encarava mais um coletivo que rodava por dezenas de bairros até chegar ao Jardim Botânico, em torno de mais 1h45m, além da viagem de sua cidade. Mesmo com toda essa maratona, não perdeu o pique, sua trajetória global marcou uma geração e contribuiu para registrar, na memória do público, as principais transmissões feitas pela Rede Globo.


Quem se interessar em adquirir a obra, basta enviar um e-mail para edsonsinai@gmail.com ou ligar para (21) 99679-1208 e falar com Edson.

Foto1: Ronaldo Cammarota
Foto2: Maria Alves de Quadros
Foto3: Capa do livro "A voz do peregrino das estrelas"

Fotos: Edson Soares


Marcia Peltier Entrevista Ricardo Cravo Albin

19 janeiro 2017 |


O programa Marcia Peltier Entrevista da próxima terça-feira ,24 de janeiro, reprisa a conversa com  um dos maiores conhecedores da história da Música Popular Brasileira: o pesquisador e escritor Ricardo Cravo Albin.

Ele é o fundador do Instituto Cultural Cravo Albin,na Urca,zona sul do Rio de Janeiro,que possui um dos maiores acervos de objetos,documentos,discos e gravações dos grandes cantores e compositores brasileiros.


O que você tem de mais precioso?
‘’Tenho violões que foram de Noel Rosa...de Cartola...de Luiz Bonfá’’,diz.

Você também tem um objeto raro que pertenceu à Carmen Miranda?
‘’Tenho um pé de sapato da Carmem,que me foi dado pela irmã dela,Aurora Miranda. È provável que tenha sido o último sapato usado pela Pequena Notável antes de morrer’,revela.

O seu acervo também faz uma homenagem à Era do Rádio?
‘’Temos mais de 200 objetos da época de ouro do rádio no Brasil. Inclusive uma instalação com microfones,amplificadores,alto falantes e gravações originais ,históricas,do rádio’’,comenta.

E como esse pesquisador da música brasileira se define?
‘’Sou inspirado pela paixão que o Rio de Janeiro inspira em mim’,conclui.


Você não pode perder Ricardo Cravo Albin no Marcia Peltier Entrevista,direto do Belmond Copacabana Palace na próxima terça,às 23h na CNT.
Fotos: Divulgação


Marcia Peltier Entrevista Julio Bandeira na Rádio JB FM

|


O Programa Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM traz  entre os dias 23 e 29 de janeiro a reprise da entrevista com o historiador e pesquisador Julio Bandeira. Ele vai falar sobre os 200 anos da chegada  da Missão Artística Francesa ao Brasil.

Julio faz parte do Instituto Histórico e Geográfico do Brasil(IHGB).


Durante o bate papo  com Marcia Peltier,ele fala de que forma  surgiu a ideia da Missão Francesa,como foi a recepção do grupo em 1816,a importância da obra de Debret um dos artistas mais importantes que vieram da França,a influência e o legado desta Missão Artística até hoje no país. 

Você não pode perder Julio Bandeira no Marcia Peltier Entrevista na  rádio JB
FM  (99.9) ,em duas edições diárias: de segunda à sexta , pela manhã às 7h50
e à noite às 18h15,dentro do Painel JB.

E aos sábados e domingos pela manhã às 10h e à noite às 18h.
Fotos: Divulgação


|


Camila Silva (personagem “Pau Mulato”) na minissérie “Dois Irmãos”, da TV Globo, e rainha de bateria da escola de samba em São Paulo "Vai Vai", virá na frente do terceiro carro representação o mar como destaque de chão da Mocidade Independente de Padre Miguel, no Rio de Janeiro. A atriz que emagreceu 9kg, está em uma preparação intensa para o carnaval e promete novidades na avenida.


Ela vem se dedicando à Dança Afro com a professora Solange Ferreira.



Fotos: Jackson Yonegura

‘Cabaré Seguro Desemprego’ agita o espaço Parlapatões

|


O projeto recebe diversos nomes ligados ao Circo para levantar dinheiro para o tratamento de Emerson Rodrigues, artista brasileiro que sofreu um acidente quando estava a caminho de uma convenção na Colômbia.

 No mês de janeiro, o Espaço Parlapatões recebe, aos sábados, o Cabaré Seguro Desemprego, idealizado pelos artistas Duba Becker e Helena Figueira, da Cia Suno. A entrada é gratuita, mas no final será passado um chapéu e cada um poderá contribuir com quanto puder e quiser. Toda a renda arrecadada será destinada ao tratamento de Emerson Rodrigues, mais conhecido como Tchatcho, malabarista circense que sofreu um acidente a caminho da “Convenção Colombiana de Malabarismo”, em novembro. “O Tchatcho estava a caminho da convenção e seu ônibus capotou. Isso poderia ter acontecido com qualquer um de nós. Quando soubemos do acontecido ficamos muito preocupados, e imediatamente pensamos em como poderíamos ajudar. Além de um parceiro de cena queridíssimo, ele é nosso amigo pessoal.”, diz Helena Figueira, que criou um evento nas redes sociais e mobilizou toda uma classe. O Espaço Parlapatões cedeu seu espaço e os artistas seu trabalho. Técnicos de palco, luz e som também se solidarizam e não cobram nada para este projeto. “Aqui ninguém ganha nada! Toda a renda vai para o Tchatcho, tanto para seu tratamento, quanto para custear seu retorno, aluguel e alimentação. Não há previsão de retorno aos palcos, então vamos ajudá-lo a superar essa fase difícil.”, completa Duba Becker. 


No início, apenas os amigos do artista ofereceram seu feito artístico como contribuição, mas hoje tem toda uma mobilização artística acontecendo na web. Artistas de todo o Brasil se oferecem para ajudar, em um gesto solidário, que leva em consideração que este acidente poderia ter acontecido com qualquer um deles. Na programação do Cabaré Seguro Desemprego apresentam-se nomes como Lumineiro, César Deleon, Cia do Asfalto, Cia Paraladosanjos e a Cia Suno, que coordena esse projeto. Em cena o público poderá prestigiar números virtuosos de malabarismos, mágica, equilibrismos, palhaçaria, contorção, entre muitos outros. 


O quê: Cabaré Seguro Desemprego
Com quem: Cabaré Três Vinténs, Carol Rigolletto, Cesar Deleon, Cia do Asfalto, Cia do Relativo, Cia Paraladosanjos, Cia Suno, Elias Ficavontade, Erickson Almeida, Leo Mologni, Lumineiro, Mafê Vieira, Marcio Douglas, Renan Miguel, Victor Abreu e Wagner Quépee.
Onde: Espaço Parlapatões
Endereço: Praça Roosevelt, 158 – São Paulo – SP
Quando: 07, 14, 21 e 28 de janeiro, às 00H00
Quanto: Grátis (será passado o chapéu no final e cada um pode contribuir com quanto puder)
Para quem: Livre
Duração: 60 Minutos


Fotos: Divulgação


Uma das mais famosas histórias de terror de todos os tempos, Drácula, do escritor irlandês Bram Stoker, na adaptação de Pedro Kosovski, é a atração do dia 23 de janeiro do ciclo Histórias Extraordinárias, do Centro Cultural Banco do Brasil. A leitura dramatizada será apresentada por Emílio de Mello, no Teatro 1, a partir das 18h30. Logo após a performance, que deve ter em torno de 40 minutos, a filósofa e escritora Marcia Tiburi conversa com o ator, o dramaturgo e o público presente.

Histórias Extraordinárias está levando ao CCBB, desde setembro, clássicos da literatura fantástica e de terror, adaptados por dramaturgos do Rio de Janeiro e de São Paulo e apresentados, na forma de monólogos, em leituras dramatizadas, por grandes atores e atrizes brasileiros. Contando com recursos de imagem e de som, as performances teatrais têm em média 40 minutos de duração, sendo sempre seguidas de debate.


A última sessão de Histórias Extraordinárias acontece em 20 de fevereiro, com A Guerra dos Mundos, de H.G. Wells, na adaptação de Daniela Pereira de Carvalho, com Juliana Galdino e direção de Roberto Alvim. 

As apresentações de Histórias Extraordinárias são gratuitas e as senhas devem ser retiradas a partir das 17h30, na bilheteria. O CCBB fica na Rua Primeiro de Março 66, Centro, tel.: 21 3808-2020.

PARA ROTEIRO
Histórias Extraordinárias
Patrocínio: Banco do Brasil
Realização: Centro Cultural Banco do Brasil
Idealização/Curadoria: Beatriz Carolina Gonçalves
23 JANEIRO 2017
DRÁCULA
Autor: Bram Stoker
Dramaturgia: Pedro Kosovski
Ator: Emílio de Mello
Mediação Debate: Marcia Tiburi

Horário: 18h30 às 20h

Local: Teatro I / Centro Cultural Banco do Brasil / Auditório 4º and.
(Rua Primeiro de Março 66, Centro, tel.: 21 3808-2020)
Classificação indicativa: 12 anos

ENTRADA FRANCA - mediante retirada de senha, distribuída com uma hora de antecedência.

Foto1: Divulgação

Foto2: Simone Marinho

A Apresentadora Cris Pinho inova nas redes sociais

|


A apresentadora Cris Pinho está inovando nas redes sociais. Já lançou um novo Canal do Youtube e também está no Instagram. Quem acompanhar seu trabalho não vai se arrepender: entrevistas da melhor qualidade e todo o charme de uma profissional com grande experiência no mercado.


Curta e inscreva-se no Youtube: bate papo com cris pinho, e no Instagram: crispinhoficial

Participe!


Timba de Cuba faz show no Bourbon Street dia 22 de janeiro

18 janeiro 2017 |


A casa abre às 19h30 e até 21h15 mulher é VIP

Aulas de dança partir das 21h30

Residente em São Paulo, Timba de Cuba é uma orquestra formada por 12 respeitados músicos cubanos e brasileiros. Interpretando temas autorais, além de outros já consagrados no universo salsero, o grupo traz como proposta a Timba, gênero musical cubano que é considerado "a evolução da Salsa" e que vem conquistando o mundo desde a década de 90, através de orquestras como Los Van Van, com um som bastante complexo que mistura o virtuoso e o "callejero", numa explosão rítmica. O conjunto, que apresentará um formato ainda pouco conhecido no Brasil, promete esquentar o palco e a pista com muita música e dança.

Local: Bourbon Street | Rua Dos Chanés, 127 – Moema – SP
Bilheteria Bourbon Street: Rua dos Chanés 194 – de 2ªf.a 6ª.f das 9h às 20h, sábado e feriado das 14h às 20h
Fone para reserva: (11) 5095-6100 (Seg. a sexta) das 10h às 18h
Data : 22/01/2017- domingo
Horário: 22h00
Aula de dança às 21h15
Abertura da casa: 19h30
Duração: 70 min. aproximadamente
Couvert  Artístico: R$ 32,00 – até 21h15 mulheres não pagam
Venda também pela  Ingresso Rápido - 11 4003 1212 - www.ingressorapido.com.br
Classificação indicativa : 18 anos e 16 anos acompanhado de responsável
Capacidade: 450 pessoas
Estacionamento/ Valet: R$ 25,00
Aceita todos os cartões de débito e crédito.
Acessibilidade motora
Ar condicionado.
Wi-fi( solicitar senha na casa)


Foto: Divulgação


O grupo #NãoRecomendados, com três autores intérpretes Caio Prado, Daniel Chaudon e Diego Moraes, fazem um show performático com o foco de  transformar, questionar e provocar os padrões comportamentais e viciados da sociedade. O espetáculo conta com a participação de Lineker e As Bahias e a Cozinha Mineira.

Nessa atmosfera, vem à tona a convivência repleta de humor, acidez e amor, misturando às densas composições de Caio, a melancolia de Daniel e ironia de Diego, além de releituras musicais sem preconceitos de Chico Buarque e Gil a Alexandre Pires e Cheiro de Amor.

A performance provoca não só através do grito cantado, mas tudo é construído pra levar sensações e reflexões ao público, o cenário, as projeções, o figurino, a luz e os textos. A produção musical passa pela inovação do autor e diretor Edu Capello. Nada lembra o original, o óbvio, a regra é transgredir, encontrar novas formas de comunicar e atingir através da sonoridade ímpar de cada arranjo.

#NãoRecomendados mostra uma nova cena da música brasileira. Com referências inspiradoras como, Secos e Molhados e Dzi Croquetes, o show vai além do lugar comum. Revela grandes intérpretes, músicos e performers, com direito a personagens do alter ego num clima de cabaré do terceiro milênio. Uma experiência musical e visual a serviço do não preconceito.

A música título Não Recomendado, de Caio Prado, é a raiz do grupo. A canção hino manifesta um grito de liberdade diante das hipócritas aparências que permeiam a sociedade, apresentando-se como arte combativa às forças machistas, homofóbicas e racistas.

PERSONAGENS

MORENITA (Diego Moraes): A revoltada de Piracicaba. Carrega em si um escândalo ao constrangimento. Seu reflexo está na timidez do espectador.

JÃNINA (Caio Prado): A mimada de Realengo. Um feminino decifrado pela voz. Arranha, melindra, comove e seduz.

CARLOTA (Daniel Chaudon): A despejada da capital. A versão dopada da melancolia. A sombra oxigenada da mulher dentro do homem triste.

SOBRE

Caio Prado
Cantor e compositor lançou o primeiro disco em 2014. Com 10 faixas autorais, proposta conceitual e caráter minimalista, o disco conecta a MPB à música de câmara, construído em torno de um violão e um quarteto de cordas. A produção musical é de Clemente Magalhães e Maycon Ananias e os arranjos para quarteto de cordas são de Maycon Ananias. O disco, "Variável Eloquente", figurou entre os melhores discos do Prêmio da Música Brasileira.  Atualmente, Caio finaliza seu segundo disco autoral, que tem produção musical de Alê Siqueira.

Daniel Chaudon
O brasiliense, cantor desde criancinha, hoje, com 33 anos, lançou o disco solo de estreia, Me Conta uma Música em 2012. Maria Gadú canta com ele Luzia, que marca a estreia da também atriz Alinne Moraes como compositora (ao lado de Daniel e de Felipe Pinaud). Em O Samba de Nós Dois, os vocais em dueto são de Mart’nália, parceria do autor teatral João Falcão com Diogo Brown. Outros nomes novos que aparecem são Nuria Mallena e Luis Kiari (que participam de Pernambuco) e Pretinho da Serrinha, na percussão do álbum.

Diego Moraes
Foi em 1991, aos 6 anos de idade, que Diego começou a cantar na garagem da vizinha em um projeto social, o  Pastoral da Criança.  Em 2009, o Brasil conheceu o cantor e ficou conhecido ao participar do programa Ídolos, da TV Record, alcançando o segundo lugar. Atualmente está em gravações do repertório do 2° álbum com canções autorais, sob a regência do produtor Edu Capello.​

Local: Bourbon Street | Rua Dos Chanés, 127 – Moema – SP
Bilheteria Bourbon Street: Rua dos Chanés 194 – de 2ªf.a 6ª.f das 9h às 20h, sábado e feriado das 14h às 20h
Fone para reserva: (11) 5095-6100 (Seg. a sexta) das 10h às 18h

Data : 26/01/2017- quinta-feira
Horário: 22h30
Abertura da casa: 21h00
Duração: 90 min. Aproximadamente
Couvert  Artistico: R$ 50,00
Venda também pela  Ingresso rápido - 11 4003 1212 - www.ingressorapido.com.br
Classificação indicativa: 18 anos e 16 anos acompanhado de responsável
Capacidade: 450 pessoas
Estacionamento/ Valet: R$ 25,00
Aceita todos os cartões de débito e crédito.
Acessibilidade motora
Ar condicionado.
Wi-fi – senha na casa

Foto: Divulgação


Cultura promove oficinas de artes neste mês

|


A Secretaria Municipal de Cultura já deu início às suas atividades de 2017. Neste mês, no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), no bairro Malvinas, a equipe da Cultura oferece oficinas envolvendo teatro, dança e contação de histórias com dinâmica, poesias, exibições de curtas e música.
No Polo de Cultura Fronteira, a Secretária de Cultura, Tânia Jardim, se reuniu com sua equipe e funcionários com o objetivo de concentrar informações tendo como pauta matrículas, renovações de matrículas, modalidades oferecidas e planejamento anual. "Iniciamos 2017 com uma considerável demanda, resultante dos trabalhos realizados no ano anterior. Planejamento e trabalho em equipe são primordiais, principalmente nesse período, para o bom funcionamento e atendimento às comunidades durante todo o ano", pontuou Tânia.
A Escola Municipal de Artes Maria José Guedes (Emart) inicia seu período de inscrições em fevereiro, oferecendo os cursos de pintura (a partir dos 12 anos), musicalização infantil (sete a 12 anos), teatro infantil (sete a 11 anos), teatro adolescente (12 a 17 anos), teatro adulto (18 anos em diante), canto (a partir dos 16 anos), piano, bateria, percussão, trompete, trombone, saxofone, baixo elétrico, guitarra, violão, violoncelo, teclado, flauta transversa, flauta doce (a partir dos 13 anos). E a Escola Municipal de Dança (EMDança) ainda no mês de janeiro, oferece vagas para ballet, jazz e danças urbanas.
 Confira datas:
 * Oficinas oferecidas pela Equipe da Cultura no CEU:
19/1 - 14h às 18h - 'Poesia e Performance' - relação entre palavra e comportamento humano, envolve música, teatro, dança e poesia. Com Gerson Dudus e Claudia Byspo. Idade: 14 anos.
24/1 - 9h às 12h - Exibição de Curtas com temas pertinentes à faixa etária como perspectivas de futuro, diversidade cultural do Brasil, relação familiar, entre outros. Com Helder Santana. 
24/1 - 15h às 18h - 'Escuta Musical', estimular uma audição mais atenta das músicas a partir da percepção de seus conteúdos, abordando questões de gênero, estilo, tecnologia e história da música. Com Bruno Py.
 26/1 - 14h às 18h - Mais uma edição da Oficina 'Poesia e Performance'.
 *Emart - Inscrições de 8 a 10 de fevereiro, das 9h às 19h.
 *EMDança - Inscrições de 9h às 17h.
De 23/1 a 25/1 ballet 
26/1 Jazz
27/1 Dança Urbana
 *Polo de Cultura Fronteira - Inscrições de segunda a sexta-feira, entre 9h e 14h.
 Documentos Necessários:
 *Certidão de Nascimento 
*Declaração de Escolaridade 
*Comprovante de Residência 
*Identidade e CPF dos responsáveis
*1 foto 3x4. Para a EMDança 3 fotos.
 Endereços:
 *Emart - Avenida Rui Barbosa, 780, Centro.
 *CEU - Rua Principal do bairro Malvinas.
 *Polo de Cultura Fronteira - Rua Manuel Marques Monteiro, 724, bairro Fronteira.
 *EMDança -  Rua São João, Centro.

Foto: Divulgação

Vagas gratuitas para curso de operador de computador em Maricá

|

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Trabalho, em parceria com o SENAI Niterói, está com inscrições abertas para o curso de Operador de Computador, com início previsto para 1º de fevereiro e duração de dois meses.

Serão duas turmas com 15 alunos cada, pela manhã e à tarde. As aulas serão  realizadas na Unidade de Formação Profissional do Flamengo, na Av. Roberto Silveira, lote 15, Quadra C, em Maricá.

É necessária a apresentação de original e cópia da carteira de identidade, CPF, comprovante de residência atualizado (90 dias), comprovante de escolaridade e duas fotos 3x4. Para menores de idade, é preciso apresentação de autorização dos pais ou responsável.

Os interessados devem ter idade mínima de 16 anos e ter o 6º ano do Ensino Fundamental completo. As inscrições e mais informações podem ser obtidas nas Unidades de Formação Profissional de Itaipuaçu (Av. Carlos Mariguella, 160, Lote 01, Quadra 14), Inõa (Rodovia Amaral Peixoto, Km 15) e Flamengo (Av. Roberto Silveira, lote 15, Quadra C), das 9h às 15h.



Breno Ruiz lança álbum Cantilenas Brasileiras em São Paulo

|


Aclamado pela crítica, o cantor, pianista e compositor lança seu primeiro disco solo em show no auditório do Ibirapuera. Álbum registra canções compostas em parceria com Paulo Cesar Pinheiro – um dos maiores e mais importantes compositores da música brasileira

Cantilenas Brasileiras, primeiro álbum do cantor, pianista e compositor Breno Ruiz, será lançado em São Paulo no dia 5 de fevereiro (domingo), às 19 h, no Auditório Ibirapuera. O repertório inclui choros, modinhas e lundus, além de canções gravadas por grandes nomes da MPB como Milagres, recentemente gravada pelo MPB4 e Renato Braz, e a música Calundu gravada pelo cantor com o quarteto Maogani.O show traz Breno Ruiz (voz e piano), Igor Pimenta (baixo acústico), Gabriel Alterio (bateria) e participações especiais de Mônica Salmaso e Renato Braz.
O álbum


O disco Cantilenas Brasileiras reúne 12 canções de Breno Ruiz em parceria com um dos mais importantes letristas do país, Paulo Cesar Pinheiro, e conta com a presença dos músicos Neymar Dias (contrabaixo acústico e viola caipira), Igor Pimenta (contrabaixo acústico), Pedro Alterio (violões), Gabriel Alterio (bateria e percussões), além das participações especiais de Renato Braz e Mônica Salmaso.

A produção e os arranjos são do próprio compositor, que também atua nesse trabalho tocando piano e acordeon.
Breno Ruiz

Nascido em 1983 na cidade de Sorocaba, mudou-se imediatamente para a vizinha Itapetininga, onde conheceu sua vocação. Cursou piano no Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos - Tatuí/SP, sem, contudo, concluir a formação. Tem entre seus parceiros Rafael e Rita Alterio, Socorro Lira, Cristina Saraiva, Sergio Natureza, Celso Viáfora, Dani Black, Tetê Espíndola e Paulo Cesar Pinheiro – este, seu parceiro mais constante. Suas composições são gravadas por intérpretes como Renato Braz, Maogani, MPB4, Tetê Espíndola, Celso Viáfora, entre outros.

Ao lado de Renato Braz, Mário Gil e Roberto Leão, lançou o álbum "Mar Aberto", em abril de 2016. O disco foi lançado no Brasil e Portugal e contou com a participação especial de Dori Caymmi.

Show Breno Ruiz : lançamento do álbum Cantilenas Brasileiras
Data: 5 de fevereiro de 2017 (domingo)
Horário:  19h
Duração:70 minutos
Local : Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer
Endereço:  Av. Pedro Alvares Cabral, s/n - Portão 2 - Parque Ibirapuera.
Estacionamento no local.
Capacidade:  806 lugares
Ingressos: 20,00 inteira / 10,00 meia (Aceita débito e crédito)  Horário da bilheteria: quinta: 11h às 20h - sexta e sábado: das 11h às 22h - domingo: das 11h às 20h. Ou através do site: http://www.ingressorapido.com.br
Vendas a partir de 27 de janeiro de 2017

FICHA TÉCNICA
          Breno Ruiz – Piano e voz
          Igor Pimenta – Contrabaixo Acústico
          Gabriel Alterio – Bateria
          Mônica Salmaso – Voz (part. Especial)
          Renato Braz – Voz (part. Especial)

REPERTÓRIO do Show
1.    Marinheiro do Mar (Porto de Araujo n. 2)
2.    Estrela Branca
3.    Flor Lilás
4.    Choro Bordado
5.    Dança de Mucama
6.    Roxinha
7.    Donana
8.    Caçada da Onça
9.    Modinha Triste
10.  Cantilena Sertaneja
11.  Viola de bem querer
12.  Roseira
13.  Milagres
14.  Caipira
15.  Cristais de Poesia
16.  Condão

Foto:Sérgio Ferreira