ESCRITORES FALAM SOBRE SÃO PAULO EM NOVA ANTOLOGIA

06 março 2009 |


Universo Paulistano, com lançamento marcado para dia 14, reúne contos inéditos de 44 autores, a maioria deles iniciantes.

Como não poderia deixar de ser, a maior metrópole do País é uma cidade plural em tudo: arquiteturas, formas, raças, credos, climas... Quem vive nela já está acostumado a sair de casa com sol às sete da manhã, abrir o guarda-chuva às nove, às onze vestir o casaco e às cinco tornar a sentir calor.
Cada paulistano — nascido em São Paulo ou adotado por ela — reclama diariamente, e a seu jeito, das peculiaridades desta metrópole. Contudo, ninguém se arrisca a abandoná-la com medo de deixar nela seu coração enquanto o corpo migra para outro lugar. No Pátio do Colégio, afundem o meu coração paulistano, dizia Mário de Andrade. Se Mário disse, é porque é.
Os amantes da Pauliceia ganham mais um instrumento para expressar sua paixão. No próximo dia 14, será lançada pela Andross Editora a antologia Universo Paulistano – Contos, crônicas e poemas de uma cidade que nunca dorme, escrita por 44 autores, a maioria da Capital, e também alguns que há muito se foram, mas continuam com seus pensamentos voltados à grande metrópole.
Os organizadores Edson Rossatto, editor da Andross, e Carlos Francisco de Morais, professor de Literatura, analisaram cerca de 300 textos até chegar às 54 obras selecionadas.
O Viaduto do Chá era a passarela da maior parte de minhas assombrações. O homem das gaitas. Sempre lhe ouvia a gaita antes de lhe vislumbrar o rosto. A índia sentada ao pé da mureta do viaduto com um pano estendido no chão, coberto por peças de artesanato indígena. O filho de pés descalços e sujos escondia a cabeça sonolenta no ombro da mãe índia. O pai-de-santo com seu banco e seus búzios gritava obscenidades aos que passavam por ele. Tantas cartomantes: brancas, negras, gordas, magras. Não descreverei aqui cada assombração, pois descrevê-las significa recordar; e, ao recordar, meu peito parece ficar mais pesado.
A São Paulo invisível, de Maíra Martins

LANÇAMENTO

Universo Paulistano – Contos, crônicas e poemas de uma cidade que nunca dorme

Vários autores – Organização: Edson Rossatto e Carlos Francisco de Morais

Sobre a Andross Editora

Com quatro anos de mercado e 35 títulos publicados, a Andross Editora nasceu no campus da Universidade Cruzeiro do Sul, em São Paulo, para abrir espaço no mercado aos alunos que não tinham condições de publicar seus primeiros textos. Iniciou as atividades com obras acadêmicas, mas cresceu e se manteve no mercado graças a um modelo de negócio diferenciado: a publicação de antologias. Até hoje, a editora já lançou 19 livros deste tipo, e está com inscrições abertas para mais sete até o final do ano.

3 comentários:

Alvaro Garcia disse...

Sem dúvida o lançamento deste livro deve superar todos os demais realizados pela Andross Editora.
Uma coletânea de textos, todos falando sobre São Paulo em todos os seus aspectos é algo que interessa não somente aos paulistanos, mas também a todos que passaram pela cidade que nunca dorme.
Foi uma excelente idéia dos organizadores para homenagear a cidade pelos seus 455 anos, dando oportunidade para que cada um dos autores que do livro participarão, para que falem, cada um à sua maneira, o que sentem por São Paulo.
Parabéns à Andross pela iniciativa que até então não havia sido tomada por outras editoras, deixando registrado nos anais da história de São Paulo, os nomes da editora, dos organizadores e de todos os autores que criaram seus textos especialmente para esta publicação!

Abraços a todos e sucesso!

ISAULINA disse...

José Araujo com certeza o lançamento deste livro vai sewr um sucesso!
É verdade meu amigo São Paulo tem uma mistura de clima com raças, religiões e culturas,
E o tempo também que muda de uma hora para outra, uma hora faz frio, outra hora faz calor, de repente cai uma chuva sem espera rsrs
Bom meu amigo eu sou bahiana criada em São Paulo mas, eu não gosto de São Paulo não tenho nem um pouquinho de saudade de São Paulo rsrs, falo assim porque não suporto o frio de la, o frio até que é gostoso de senti mas, isso é para quem tem saúde, eu tenho relmatismo e não me dou com o frio,
e São Paulo é um lugar que quando faz frio é de bater o queixo kkkkkk
E verdade meu amigo São Paulo é realmente uma cidade que nunca dorme sempre esta em movimento, dia e noite
E eu quero parabenizar os organizadores da Andross por fazer um trabalho maravilhoso!!
José Araujo eu fico muito feliz por você, porque você é um cidadão de bem, tem garra vai a luta, um cidadão de respeito e acima de tudo tão carinhoso e amoroso para com todas as pessoas.
Parabéns sucesso para você, e eu vou ficar aqui torcendo por vocês
beijo querido continue sendo este ser maravilhoso que você sempre foi.

mdb disse...

Não é surpresa para mim a presença do autor, José Araújo nessa Obra Literária tão importante para São Paulo e para os leitores cativos, como eu sou, de José Araújo, pois não sei ficar sem ler seus contos semanais e comentá-los.
A Andross Editora, está de parabéns pelo lançamento e principalmente por escolher o autor José Araújo para fazer parte desta Antologia, Universo Paulistano.
José tem adoração e amor por São Paulo, sinto isso pelas suas obras e com isso aprendi também a amá-la mais ainda.
Eu quisera poder estar aí dia 14, para o lançamento que tenho certeza, será coroado de sucesso.Em pensamento estarei, torcendo por esse Evento tão importante para os paulistanos e para os leitores fãs de José Araújo, como eu sou de carteirinha.rsrs.
Felicidades e Deus abençoa esse Evento maravilhoso e grandioso.
José meu querido amigo do coração, parabéns por ser tão fiel ao dom literário que Deus lhe deu e que sabe usar tão bem, para atingir os corações abertos à reflexão de seus contos.
Deus o proteja sempre, sua eterna leitora e amiga.
Marilene Dias.