Produção de “A Invenção do Amor” suspende sessões de sábado às 23h59 no Teatro Folha

14 junho 2018 |



Comédia de Alessandro Marson e Thereza Falcão brinca com a evolução do ser humano e com os conflitos dos relacionamentos amorosos


Na comédia romântica “A Invenção do Amor”, com Guilherme Piva e Maria Clara Gueiros, dirigida por Marcelo Valle, o público acompanha a relação amorosa de um Homo Sapiens com uma Mulher de Neandertal. Ele, dotado de um cérebro privilegiado, vive às voltas com mil e uma invenções e, numa crise de ciúmes, resolve inventar o amor. Sua nova invenção faz com que o casal pré-histórico se antecipe no tempo, vivendo situações que marido e mulher só enfrentariam anos, décadas ou milênios mais tarde. Apresentada pelo Circuito Cultural Bradesco Seguros, a temporada acontecerá até 1º de julho no Teatro Folha, com sessões aos sábados, às 22h; e aos domingos, às 18h e 20h.


O público acompanha a evolução do amor na história da humanidade, entrando em contato com situações que se repetem nos relacionamentos, independentemente da época. Croc (Guilherme Piva) e Nhaca (Maria Clara Gueiros) vivenciam o que há de mais cômico e dramático nas relações afetivas, um universo do qual nenhum espectador escapa.

Segundo o diretor Marcelo Valle, “entender como o amor foi inventado não é uma tarefa das mais fáceis… Mas, o que propomos com A Invenção do Amor é simples: fragmentamos a evolução de nossos padrões de comportamento para mostrar esse amor que se reinventa, sempre igual, mas sempre diferente. Imaginar qual teria sido o primeiro de todos os casais, para enxergar em todos os outros um pouquinho deles. Ou para enxergar nele um pouquinho de todos os outros. Quem sabe não conseguimos entender assim A Invenção do Amor?”

A dramaturgia da peça inédita de Alessandro Marson e Thereza Falcão se constrói através da ótica do conflito masculino/feminino, numa linguagem crítica e muito bem humorada,  com situações que o público imediatamente se identifica. O maior trunfo do texto é falar de um assunto comum e imprescindível na vida de todos nós: o amor.

A trama

No início, o casal de protagonistas vive confortavelmente em sua caverna, na batalha diária pela sobrevivência do mundo selvagem, até que Nhaca, interrompendo uma caçada de mamutes, conta a Croc que está esperando filhote. Ele, um neurótico homem das cavernas, percebe que não quer correr o risco de criar o filhote de outro homem e, na intenção de preservar a sua prole, resolve inventar o amor, com todas as suas condições limitadoras de relacionamento, inclusive a monogamia feminina. Até que Nhaca começa a questionar a monogamia masculina.

Na próxima cena somos transportados para o castelo de Rei Salomão que, entre esposas e concubinas, tem a sua disposição 1000 mulheres. Nhaca entra em cena como a esposa 462 e prova a Croc que o antigo Rei não tem condições, nem física nem mental, de manter tantas mulheres em seu harém.
De volta à idade da pedra, Croc inventa que precisa ir para a guerra e Nhaca, agora mãe de 9 filhotes, dona de casa e bastante insatisfeita, resolve fechar a porta da caverna e fazer greve de sexo, tal qual Lisístrata faria dali a alguns séculos. A partir daí, nosso protagonista terá que provar que merece conseguir entrar novamente na caverna da esposa.

Com muitas idas e vindas na linha do tempo, o casal vive experiências do vários tipos de amor vistos ao longo de nossa história: o amor idealizado dos príncipes e princesas dos contos de fadas,  o amor juvenil, o amor medieval e proibido de Romeu e Julieta; a libertinagem e o amor romântico; o feminismo e a castidade; até inventarem a separação e a questão da guarda dos filhotes. Mas, com tudo, o amor persiste e eles finalmente chegam ao divã para discutir com Dr Freud Flintstone as condições que cercam o homem e a mulher: a fidelidade e a traição, o amor e o sexo, a verdade e a mentira, o desejo e o ciúme.

Sugestão de sinops

Comédia romântica que acompanha a relação amorosa de um Homo Sapiens com uma Mulher de Neandertal. Para evitar que ela se relacione com outros machos ele resolve inventar o amor fazendo com que o casal pré-histórico viva situações que marido e mulher só enfrentariam anos, décadas ou milênios mais tarde.

SOBRE O DIRETOR MARCELO VALLE

É ator, diretor e produtor de teatro. Membro da Cia. dos Atores há 28 anos, Marcelo integrou o elenco da grande maioria dos espetáculos: Melodrama, Notícias Cariocas, O Rei da Vela, A Bao A Qu, A Morta, Cobaias de Satã, Só Eles o Sabem, Laboratorial, etc.  Fora de sua Cia, entre outras, atuou em Memória da Água, Roberto Zucco, Memorial do Convento, Divã - onde foi indicado para o Prêmio Shell de melhor ator (2005), A História de Nós 2, Como é Cruel Viver Assim - indicado para o Prêmio Cesgranrio de melhor ator (2014), Um Certo Van Gogh e A Reunificação das Duas Coreias, com os diretores Felipe Hirsh, Moacyr Chaves, Christiane Jatahy, Ernesto Piccolo, Guilherme Piva e João Fonseca, respectivamente. Em cinema, participou de Os Desafinados, Xangô de Backer Street, Meu Passado me Condena 1 e 2, Madame Satã, Sem Controle e Tropa de Elite. Na Rede Globo pôde ser visto nas novelas Celebridade, Paraíso Tropical, Viver a Vida e Insensato Coração. No Multishow integrou o elenco do seriado de humor Meu Passado me Condena, 1ª e 2ª temporadas. Marcelo atuou como produtor em A Bao A Qu, A Morta, João e o Pé de Feijão, Branca Como a Neve, Cobaias de Satã, O Rei da Vela, Os Vermes, A História de Nós 2, Como é Cruel Viver Assim e Laboratorial. Seu curriculum de diretor traz os infantis João e o Pé-de-Feijão e Branca Como a Neve, ambas produções da Cia dos Atores, assim como o adulto Os Vermes; fora de sua companhia de teatro, Marcelo dirigiu Inventário, Giz e Terra Papagalli.

SOBRE O ATOR GUILHERME PIVA

Formado em artes cênicas, tem carreira pautada principalmente pelo teatro e pela TV, atuando como ator e diretor. Como ator, destacam-se entre seus trabalhos: De Verdade, direção de Marcio Abreu, A Farsa da Boa Preguiça, direção de João das Neves, A Falecida, direção de João Fonseca; Aurora da Minha Vida, texto e direção de Naum Alves de Souza; O Crime do Dr. Alvarenga, texto e direção Mauro Rasi; A Luz da Lua, direção Ítalo Rossi; O Submarino, de Miguel Falabella e Maria Carmen Barbosa e dir. Mauro Mendonça Filho; Arlequim, Servidor de Dois Patrões, direção Luiz Arthur Nunes e Carícias, direção de Christiane Jatahy. Na TV participou de mais de dez novelas e especiais, sendo dirigido por Walter Avancini, Marcos Paulo, Jorge Fernando, Ricardo Wadingtton, Denis Carvalho, Luiz Henrique Rios entre outros. No cinema seus principais trabalhos foram Madame Satã de Karin Ainouz, Paraíso aqui vou Eu de Walter Daguerre e Cavi Borges e Não se preocupe, Nada vai dar Certo de Hugo Carvana. Foi indicado a vários prêmios em teatro e TV tendo sido agraciado como revelação no “Qualidade Brasil”, Melhor Ator no Máster Brasil, Melhor Ator coadjuvante no Mambembe, entre outros. Seus mais recentes trabalhos foram a novela Lado a Lado que ganhou o Emmy na TV Globo, e a peça teatral “Não Vamos Pagar”, com direção de Inez Viana. Recentemente  atuou na novela “Novo Mundo” dos mesmos autores de “A Invenção do Amor” com direção de Vinicius Coimbra.

SOBRE A ATRIZ MARIA CLARA GUEIROS

Atriz desde 1987 com mais de 30 espetáculos no currículo, 4 longas metragens, além de 15 trabalhos entre programas de TV e novelas. Ficou nacionalmente conhecida quando sua personagem Laura, do programa humorístico Zorra Total lançou o bordão Vem cá, te conheço? Na TV Globo participou ainda dos seriados A Grande Família e Divertics (2013); S.O.S Emergência (2010); Minha Nada Mole Vida (2006) e A Diarista (2004) e das novelas Mulheres Apaixonadas (2003); Beleza Pura (2008); Caras e Bocas (2009); Insensato Coração (2011), Lado a Lado (2012) e Babilônia (2015).

No cinema, atuou em Um Show de Verão (2004); Xuxa Gêmeas (2006), Os Porralokinhas (2007), Sexo com Amor? (2008), Muita Calma Nessa Hora 1 e 2 (2010/2014), O Diário de Tati (2012), O Atelier (2014) e Os Saltimbancos Trapalhões (2016), Festa da Firma (2016).

No teatro, atuou na peça Esse Cara Não Existe (2003), Corações Encaixotados, em 2007. E, 2010, ao lado de Edwin Luisi, estrelou o espetáculo de comédia Tango Bolero e Cha Cha Cha. Foi dirigida por Ernesto Piccolo na peça Os Difamantes, e participou dos musicais As Bruxas de Eastwick e O Mágico de Oz, produções da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho. Atualmente está no ar nos programas Zorra na TV Globo, Nova Escolinha do Professor Raimundo, no Canal Viva e na série TOCs de Dalila, no Multishow.

SOBRE O AUTOR ALESSANDRO MARSON

Formado em jornalismo com especialização em dramaturgia. Iniciou sua carreira na TV Cultura, como autor dos programas infantis Cocoricó e X Tudo. Trabalhou em programas de diversas emissoras e produtoras. Na TV Globo há quinze anos, integrou a equipe de autores de programas para crianças e jovens, como Sítio do Picapau Amarelo e Malhação e também de programas humorísticos como Sob Nova Direção e Casos e Acasos.

Há dez anos atua como colaborador de telenovelas e esteve na equipe das seguintes produções: O Profeta, Desejo Proibido, Cama de Gato, Araguaia, Cordel Encantado, Avenida Brasil, Flor do Caribe, Joia Rara, escrevendo em parceria com os maiores autores de televisão do país. Recentemente integrou a equipe de colaboradores de João Emanuel Carneiro, na novela das 21h, A Regra do Jogo.

Em cinema, colaborou no roteiro do longa-metragem Sexo com Amor, dirigido por Wolf Maya (2008) e é autor do roteiro do longa-metragem Apaixonados, de Paulo Fontenelle. Em teatro atuou, escreveu e dirigiu uma série de espetáculos. É autor, juntamente com Mario Viana, de Carro de Paulista, que ficou em cartaz por mais de dez anos em São Paulo. Também é autor do texto Malvadas, tudo sobre Sharon, Sheila e Shirley, peça que já foi montada em diversas cidades do Brasil e também em Portugal.

Ao lado de Thereza Falcão, escreveu a novela Novo Mundo, grande sucesso da TV Globo recentemente no horário das 18h.

SOBRE A AUTORA THEREZA FALCÃO

É escritora, autora, diretora teatral e roteirista de tv. Iniciou sua formação na Faculdade de Teatro da UNIRIO e em cursos do Teatro Tablado. Foi diretora, por 5 anos, do espaço cultural Casa de Ensaio, no Rio de Janeiro, onde dirigiu seus primeiros espetáculos, com textos de August Strindberg (Simum) e Agatha Christie (O Caso dos Dez Negrinhos). Escreveu e dirigiu peças infantis como A Arca de Noé, Misssão Super Secreta e A História de Topetudo. Por este último, recebeu o Prêmio Coca-Cola de melhor texto e melhor espetáculo de 1997.

Desde 2001 é roteirista da Rede Globo, onde já escreveu para vários programas, como o humorístico TOMA LÁ DÁ CÁ, além de colaborar nas telenovelas O Profeta, Cama de Gato, Cordel Encantado, Avenida Brasil, Joia Rara e A Regra do Jogo.

Adaptou para o teatro o livro de Moacyr Scliar A mulher que escreveu a Bíblia e mais recentemente o livro de Marguerite Youcenar, Memórias de Adriano. E escreveu ao lado de Julio Fischer Emilinha e Marlene, as rainhas do rádio, musical que ganhou a cena em 2011, sob a direção de Antonio De Bonis.

Ao lado de Alessandro Marson, escreveu a novela Novo Mundo, grande sucesso da TV Globo recentemente no horário das 18h. 


CIRCUITO CULTURAL BRADESCO SEGUROS

Manter uma política de incentivo à cultura é compromisso permanente do Circuito Cultural Bradesco Seguros. Nos últimos anos, o Grupo Bradesco Seguros orgulha-se de ter patrocinado e apoiado projetos nas áreas de música, dança, artes plásticas, teatro, literatura e exposições, além de outras manifestações artísticas.

Dentre as atrações realizadas recentemente, destacam-se os musicais “Ghost, O Musical”, “Chacrinha, O Musical”, “Elis - A Musical”, “A Família Addams”, “O Rei Leão”,  “Bem Sertanejo”, “Les Misérables”, “60 – Década de Arromba”, “Cinderella” e “Wicked”, além da “Série Dell'Arte Concertos Internacionais”, “Ballet Zorba, O Grego” e a exposição “Cavaletes de Cristal de Lina Bo Bardi no MASP”.

SOBRE O GRUPO BRADESCO SEGUROS

O Grupo Bradesco Seguros, conglomerado segurador da Organização Bradesco, lidera o mercado de seguros brasileiro, com atuação em âmbito nacional nos segmentos de Seguros, Capitalização e Previdência Complementar Aberta. No primeiro semestre de 2016, o Grupo Segurador registrou faturamento de R$ 32,4 bilhões – evolução de 6,9% sobre igual período de 2015. Há cerca de uma década, o Grupo Bradesco Seguros vem sustentando crescimento médio anual na casa de dois dígitos, mantendo market share em torno de 25%. Seu volume de provisões técnicas atingiu R$ 190,6 bilhões em junho de 2016.

FICHA TÉCNICA
Texto: Alessandro Marson e Thereza Falcão
Direção:  Marcelo Valle
Elenco:  Maria Clara Gueiros e Guilherme Piva
Cenografia: Aurora dos Campos
Figurinos: Marcelo Olinto
Direção musical: Marcelo Alonso Neves
Iluminação: Renato Machado
Direção de movimento: Marcia Rubin
Visagismo: Othon Spenner
Pesquisa: Carla Siqueira
Programação visual: Leandro das Neves
Produção audiovisual: Eduardo Chamon e Leandro das Neves
Mídias sociais: André Mizarela
Fotografia: Lucio Luna e Renato Mangolin

Adereços de figurino e de cabeça: Othon Spenner
Adereços de cenário: Tuca
Assistente de direção: Daniel Belmonte
Assistente de cenografia: Carolina Sugahara
Assistente de figurino: Rodrigo Reinoso
Cenotécnico: André Salles
Pintura de arte: Naira Santana
Costura cênica: Nice Tramontim

Direção de produção: Cristiana Lara Resende
Captação de apoios: Gheu Tiberio
Assistência de produção: Bruno Fagotti
Gestão do projeto: Renata Leite – Rinoceronte Entretenimento
Assistente financeiro: Angelica Neves – Rinoceronte Entretenimento

Produzido por: Guilherme Piva, Marcelo Valle e Maria Clara Gueiros
Patrocínio: Bradesco Seguros
Realização: Os Invencíveis Produções Artísticas Ltda

A INVENÇÃO DO AMOR
Estreia: 05 de maio de 2018
Temporada: 1º de julho de 2018
Apresentações:  sábado, às 22h; e domingo, às 18h e 20h
Ingresso: R$50,00 (setor 2) e R$70,00 (setor 1)

Duração: 75 minutos
Classificação etária:  12 anos


TEATRO FOLHA

Shopping Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 - Televendas: (11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site: www.teatrofolha.com.br

Vendas por telefone e internet/ Capacidade: 305 lugares / Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Estudantes e pessoas com 60 anos ou mais têm os descontos legais / Clube Folha 50% desconto / 50% de desconto para funcionários e clientes do Cartão Renner. Horário de funcionamento da bilheteria: quarta e quinta, das 15h às 21h; sexta, das 15h às 21h30; sábado, das 12h às 23h59; e domingo, das 12h às 20h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 14,00 (primeiras duas horas) / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885, (11) 3101-8589, (11) 97628-4993 / Patrocínio do Teatro Folha: Folha de S.Paulo, CSN, Owens-Illinois, LUPO, Grupo Pro Security, Andritz, Consigaz, EMS e Bain & Company.

SOBRE A CONTEÚDO TEATRAL

O grupo empresarial paulista Conteúdo Teatral atua há mais de quinze anos em duas vertentes: gestão de salas de espaços e produção de espetáculos. Como gestora é responsável pela operação do Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, com direção artística de Isser Korik e direção comercial de Léo Steinbruch, programando espetáculos para temporada em regime de coprodução. No período de atuação a empresa soma mais de 2 milhões de espectadores.

Como produtora de espetáculos, viabilizou dezenas de peças, como “Gata Borralheira”, “O Grande Inimigo”, “Os Saltimbancos”, A Pequena Sereia”, Grandes Pequeninos”,  “Branca de Neve e os Sete Anões”, “A Cigarra e a Formiga”, “Cinderela” e “Chapeuzinho Vermelho” para as crianças. Para os adultos foram realizadas, entre outras montagens, “A Minha Primeira Vez”, “Os Sete Gatinhos”, “O Estrangeiro”, Senhoras e Senhores”, “O Dia que Raptaram o Papa”, “E o Vento Não Levou”, “Equus” a trilogia “Enquanto Isso...”, além de projetos de humor – como “Nunca Se Sábado...” e “IMPROVISORAMA” – Festival Nacional de Improvisação Teatral. Em parceria com Moeller e Botelho produziu os Musicais “Um Violinista no Telhado”, “Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos”, “Nine – Um Musical Felliniano” e “Beatles num Céu de Diamantes”.
  
Foto: Lucio Luna 

Happy hour no Memorial tem apresentação do Trio Musikar

|


Na próxima terça (19/06), a Biblioteca Latino-Americana será palco da apresentação do Trio Musikar, que dará sequência a temporada 2018 do projeto Música na Biblioteca. No repertório dos artistas estão grandes nomes da música clássica como Johan Sebastian Bach, Haydn e Mozart.

O trio formado pela pianista Carolina Piologo, o violoncelista Samuel Piologo e o flautista Thiago Joseph, nasceu com a proposta de difundir a música erudita de todas as origens em todos os lugares do Brasil, sempre com a ideia de levar excelência e boa música para todos os públicos.

 As apresentações na Biblioteca do Memorial da América Latina acontecem sempre às terças feiras, às 19h30, com ingressos a preços simbólicos de quatro e dois reais, que devem ser retirados na própria Biblioteca, uma hora antes do início do espetáculo.

O Projeto

Iniciado em 2016, o projeto que, desde o começo conta com a Curadoria da Maestrina Mônica Giardini, já recebeu diversos artistas de destaque no universo da música de câmara paulista, como por exemplo: Martin Lazarov, Ricardo Zohyo, Emiliano Martins e Manuel Falleiros, integrantes do grupo Balkán New Ensemble, Ana Amélia Wingeter, Régis Gomide Costa, Valgério Gianotto e Adilson Filho, integrantes do Quarteto Ipê Amarelo, além do Duo Marta Ozzetti e Makiko Yoneda. Ao todo, as temporadas anteriores contabilizaram setenta apresentações das mais diversas formações artísticas, para um público da ordem de três mil pessoas.

Programa

Joseph Haydn (1732 – 1809)
Piano Trio Nº 39 in G major Hob. XV:25 - Gypsy

Johann Sebastian Bach (1685 – 1750)
Suíte Nº 2 em si menor, BWV 1067

Johannes Brahms (1833 – 1897)
Sonata Nº 1 op. 38 (1º movimento) para piano e violoncelo

Wolfgang Amadeus Mozart (1756 – 1791)
Andante em Dó maior, K315 para flauta e piano

Osvaldo Lacerda (1927 – 2011)
Poemeto - para flauta e piano

Projeto Música na Biblioteca apresenta “Trio Musikar”
Data: 19/06/2018 (terça-feira)
Horário: 19h30 às 20h30
Local: Biblioteca Latino-Americana - Memorial da América Latina - Barra Funda/SP.
Pedestres: portões 2 e 5
Estacionamento: portão 4 (preço único 25 reais) ou portão 8 (10 reais a 1ª hora e a cada hora, 10 reais)
Ingressos: R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia), a partir das 18h na Biblioteca 

Foto: Divulgação

Teatro Folha realiza a 29º Festival de Férias com sete peças para crianças no mês de julho

13 junho 2018 |


O tradicional festival reúne espetáculos infantis com apresentações todos os dias da semana


A 29ª edição do Festival de Férias do Teatro Folha acontecerá de 02 a 29 de julho de 2018, reunindo sete espetáculos infantis direcionados para várias faixas etárias e com diferentes linguagens artísticas. O festival apresentará peças todos os dias da semana, garantindo cultura e entretenimento para a garotada.

Para as crianças de 2 a 5 anos de idade são recomendadas as peças “Os Três Porquinhos – O Retorno do Lobo Mau”, com direção de Leandro Mariz; “As Aventuras de João e Maria no Teatro”, com texto e direção de Pitty Webo; “Flicts”, adaptação do livro de Ziraldo; “João e o Pé de Feijão”, teatro com iluminação ultravioleta da Turma do Papum, de Florianópolis; e “Piratas do Caramba”, montagem da Trupe Banana’s. Para as crianças acima de 5 anos, o Festival de Férias recomenda as peças “Alice – O Musical”, adaptação e direção de Max Oliveira; e “Circo Lando – O Maio Espetáculo da Terra”, da Cia. Fábrica de Sonhos.

Confira a programação completa:

SEGUNDAS-FEIRAS ÀS 16h
OS TRÊS PORQUINHOS – O RETORNO DO LOBO MAU



Foto: Patrícia Lima

A história dos Três Porquinhos não acabou e continua na peça “Os Três Porquinhos – O Retorno do Lobo Mau”. A peça mostra o Lobo Mau reinventando seus planos para conseguir entrar na casinha de tijolos com a ajuda de sua mamãe loba. Na versão do espetáculo, há momentos interativos em que crianças e adultos participam ativamente em cenas na plateia. O texto traz, sempre de maneira divertida, muito suspense, provocando a curiosidade das crianças, e aborda com sutileza questões atuais como o bullying e o respeito às diferenças.

FICHA TÉCNICA
Texto e direção: Leandro Mariz
Elenco: Charlie Larroca, Edson Thiago, Ferruccio Cornachia e Leandro Mariz.
Produção: Tiago Higa

Duração: 50 minutos
Classificação indicativa: 2 anos

TERÇAS-FEIRAS ÀS 16h
AS AVENTURAS DE JOÃO E MARIA NO TEATRO




Foto: Braulia Camargo
Nesta adaptação de Pitty Webo, João e Maria adoram brincar de teatro com sua mãe - atriz e autora que guarda figurinos e cenários antigos em um sótão. Quando escolhem encenar o conto clássico "João e Maria", a aventura começa. Além de encontrar a bruxa que mora numa casinha de chocolate, eles cruzam com diversos personagens clássicos da dramaturgia infantil. A adaptação tem trilha sonora com músicas de Chico Buarque, Rita Lee e Vinícius de Moraes cantadas ao vivo pelo elenco.
FICHA TÉCNICA
Texto e direção: Pitty Webo
Elenco: Pitty Webo e Elber Marques/Victor Di Lourenço
Ilustração: Marilena Saito
Desenho de figurino, caracterização, desenho de cenário, trilha sonora, desenho de luz, preparação corporal: Pitty Webo
Costureira e modelista: Elizangela Ropke 
Assistente de figurinos: Lulu
Montagem de cenário: Caroline Santana
Arranjos musicais: Luciano Alves
Transportador oficial: ML Entregas Urgentes
Promoções: Gabriele Oliveira
Produção: Andréia Pacheco
Realização: Pitty Webo Arte & Cultura Ltda

Duração: 50 minutos
Classificação indicativa: 2 anos

QUARTAS-FEIRAS ÀS 16h
ALICE, O MUSICAL




Foto: Ana Clara Berno

A famosa história da garotinha em busca de um coelho branco, perdida em um mundo de fantasias e cheio de personagens inusitados, ganha uma roupagem musical e efeitos especiais. Nessa versão do espetáculo, Alice está crescida e entediada em seu quarto até que resolve ler um livro para se distrair. Rapidamente a ficção das páginas se torna realidade e a velha estante da família deixa escapar fantásticas criaturas que transformam o quarto de Alice em um país das maravilhas. O texto foi adaptado para crianças, mas também envolve os pais, fazendo todos mergulharem juntos nas fantasias e devaneios da famosa personagem Alice. No palco, bonecos, figurinos e um fascinante cenário com efeitos especiais encantam a plateia.

FICHA TÉCNICA
Direção geral: Max Oliveira
Direção residente e letras: Fernando Marianno
Elenco: Natália Foschini , Fernando Mariano, Márcio Godoy e Thiago Sak
Operador de Som: Clauber Fonseca
Operador de Luz: Isaias Neri
Composição musical e arranjos: Elton Towersey
Trilha sonora: Guilherme Góes
Voz em off: Paula Capovilla (mãe) e Claudio Galvan (gato)
Figurinos: Jota Produções
Execução de cenografia: Gabriel Gombossy
Assistentes de produção: Cissa Moreira e Andrea de Lara
Redes sociais: Rodrigo Albuquerque
Produção: Jardel Romão e Max Oliveira
Realização e produção: Voir Produções e Despertar Produções

Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: 5 anos

QUINTAS-FEIRAS ÀS 16h
FLICTS


Foto: Rafael Pessanha

A montagem é uma adaptação do livro infantil “Flicts”, do escritor, desenhista e cartunista Ziraldo. Flicts é uma cor muito triste e solitária. Como ninguém sabe que cor é, Flicts é excluído do grupo das cores primárias e secundárias.  Mesmo viajando o mundo, ele não encontra seu lugar e tem dificuldade de fazer amizades. Porém, uma artista plástica está pintando um quadro sobre o universo e o destino de Flicts pode mudar depois de uma grande revelação feita por um dos astronautas que pisaram na Lua.

FICHA TÉCNICA
Texto: Ziraldo
Adaptação e direção: Livia Gaudencio
Elenco: Ederson Miranda, Bárbara Salomé, Raiani Teichman, Eliiot Tosta e Bianca Fernandes
Cenário: Marcelo Andrade
Figurino: Paolo Mandatti
Trilha sonora original: Leo Mendonza
Coreografia: Sofia Gonzalez
Produção executiva: Mariana Câmara
Diretor de produção: Marcelo Carrusca
Realização: Tríplice Cultural
Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: 4 anos

SEXTAS-FEIRAS ÀS 16h
CIRCO LANDO – O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA




Foto: Jorge Etecheber

Dois irmãos vivem momentos de pura fantasia. Ambos são criados no circo da família Lando. Nesse picadeiro, iluminado por uma graciosa ribalta de lâmpadas incandescentes, a dupla de palhaços compõe sua cena para contar a história da família. A peça traz elementos do universo circense, como cortinas, baús e adereços cênicos, criando um clima de pura diversão.

FICHA TÉCNICA
Elenco: Rodrigo de Castro Caratori e Fabiano Amigucci
Operador de som: Ariel Sanches Caratori
Iluminação e operação de luz: Nicolas Pedro Sanches Caratori
Produção: Priscilla Olyva
Direção de produção: Adriana Cristina Sanches Caratori

Duração: 70 minutos
Classificação indicativa: 6 anos

SÁBADOS E DOMINGOS ÀS 16h
JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO





Foto: Isabela Savastano

A famosa história de “João e o Pé de Feijão” é contada em teatro de bonecos com iluminação ultravioleta. A técnica cria um efeito mágico em que os manipuladores não são vistos e os bonecos ganham vida própria. João, diante da pobreza da sua família, é obrigado a vender sua vaquinha para comprar comida. Mas acaba trocando a vaca por feijões mágicos que germinam num pé de feijão que cresce até alcançar as nuvens.
FICHA TÉCNICA
Autoria e direção: Sérgio Tastaldi 
Elenco: Anderson Gangla e Thaiz Larizatti
Produção: Lene Venerio                  

Duração: 45 minutos
Classificação etária indicativa: 3 anos

SÁBADOS E DOMINGOS ÀS 17h40
PIRATAS DO CARAMBA





Foto: Rodrigo Minassian

Os piratas Capitão Pantufa, Espadinha e Barnabé passam os dias recolhendo o lixo que encontram pelos oceanos e recordando das antigas batalhas. Numa manhã encontram uma misteriosa garrafa que poderá transformar suas vidas. Surge um dilema: continuar suas vidas pacatas ou se arriscar no mar em busca do tesouro? A peça promete muitas aventuras e diversão.

FICHA TÉCNICA

Elenco: Rafael Pequeno, Vanessa Bonandi e Renato Pitanga
Texto e direção: Rafael Pequeno
Contrarregra: João Paulo
Operador de som: João C. Figueiredo
Trilha sonora original: Marcelo Souza e Danilo Adriano
Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: 3 anos

FESTIVAL DE FÉRIAS DO TEATRO FOLHA
Início: 02 de julho de 2018
Até: 29 de julho de 2018
Apresentações: segunda-feira a sexta-feira, às 16h; sábado e domingo, às 16h e 17h40.
Ingressos: R$ 40,00*
*Valor referente ao ingresso inteiro. Meia-entrada disponível em todas as sessões e setores de acordo com a legislação.

TEATRO FOLHA

Shopping Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 - Televendas: (11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site:www.teatrofolha.com.br

Vendas por telefone e no site do teatro / Capacidade: 305 lugares / Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Estudantes e pessoas com 60 anos ou mais têm os descontos legais / Clube Folha 50% desconto / 50% de desconto para funcionários e clientes do Cartão Renner. Horário de funcionamento da bilheteria: segunda e terça-feira, das 14 h às 16 h; quarta e quinta-feira,  das 14h às 21h; sexta-feira, das 14h às 21h30; sábado, das 12h às 23h59; domingo, das 12h às 20h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 14,00 (primeiras duas horas) / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885, (11) 3101-8589, (11) 97628-4993 / Patrocínio do Teatro Folha: Folha de S.Paulo, CSN,  Owens-Illinois, LUPO, Grupo Pro Security, Andritz, Consigaz, EMS e Bain & Company, NR Acampamentos.

SOBRE A CONTEÚDO TEATRAL

O grupo empresarial paulista Conteúdo Teatral atua há mais de quinze anos em duas vertentes: gestão de salas de espaços e produção de espetáculos. Como gestora é responsável pela operação do Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, com direção artística de Isser Korik e direção comercial de Léo Steinbruch, programando espetáculos para temporada em regime de coprodução. No período de atuação a empresa soma mais de 2 milhões de espectadores.

Como produtora de espetáculos, viabilizou dezenas de peças, como “Gata Borralheira”, “O Grande Inimigo”, “Os Saltimbancos”, A Pequena Sereia”, Grandes Pequeninos”,  “Branca de Neve e os Sete Anões”, “A Cigarra e a Formiga”, “Cinderela” e “Chapeuzinho Vermelho” para as crianças. Para os adultos foram realizadas, entre outras montagens, “A Minha Primeira Vez”, “Os Sete Gatinhos”, “O Estrangeiro”, Senhoras e Senhores”, “O Dia que Raptaram o Papa”, “E o Vento Não Levou”, “Equus” a trilogia “Enquanto Isso...”, além de projetos de humor – como “Nunca Se Sábado...” e “IMPROVISORAMA” – Festival Nacional de Improvisação Teatral. Em parceria com Moeller e Botelho produziu os Musicais “Um Violinista no Telhado”, “Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos”, “Nine – Um Musical Felliniano” e “Beatles num Céu de Diamantes”.